sábado, 31 de dezembro de 2016

FELIZ ANO NOVO - Com David Gilmore & Cia (Happy New Year ❀ 2017) ☆LiveHD☆

SEGURANÇA PÚBLICA EM GOIÁS : MUITO BARULHO POR NADA !


Há pouco mais de 8 meses, após ter acontecido em Goiânia, mais um crime de grande repercussão na mídia (o assassinato da jovem estudante Nathália, de Rondônia) apareceu nas TVs de Goiânia, o Governador de Goiás e toda cúpula da Polícia Militar e da Polícia Civil prometendo mudanças. E na ocasião, o Governador Marconi Perillo disse que a Segurança Pública ia ser toda modificada para melhor atender à população e que diminuiria os índices de criminalidade a qualquer preço. Ia até aumentar horas extras dos policiais. Os administrativos iam para as ruas, etc. 
Trocou o Secretário de Segurança Pública e até o comandante da Polícia Militar. E anunciou até um concurso para a Polícia Civil e Militar. Durante uma semana se mostrou na televisão várias ações da Polícia, inclusive tendo a presença do novo Secretário de Segurança Pública, o Sr. José Éliton, que antes era Vice-Governador, e que passou acumular o cargo de Secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás.
Contudo, apesar de tudo isso, nada mudou. A criminalidade continua em alta, com muitos crimes de roubo e furto de carros; assassinatos; roubos às residências à luz do dia; roubos a bancos; nos pontos;de ônibus e até nas ruas; nos ônibus; nos terminais de ônibus; nas feiras; nos supermercados; postos de gasolina etc. Isto tanto na Capital como interior. Nada mudou.
Depois, foi informado na TV e no Rádio que a Secretaria de Segurança Pública não mais ia divulgar os índices de criminalidade, como se fazia antes. Ou seja, passaram a esconder estes dados, pois nada mudou desde então, e eles não tinham como justificar para a população toda aquela propaganda e barulho político...  
Houve na verdade, muita falácia, promessas. etc. Coisas de palanque, como é comum aos políticos. Aliás, este povo promete construir uma ponte até mesmo num lugar onde nem existe um rio. Acredite quem quiser...
Só que estamos vendo a mesma situação, pois na verdade não são mudanças de Chefes Militares ou de Delegados de uma Delegacia para outra que vai modificar ou melhorar a segurança da população. O que muda mesmo são mais policiais e viaturas nas ruas.
É ai que entra o aspecto de número de policiais. E isto é um problema aqui há mais dez anos. A população aumentou mais 50 por cento e a quantidade de policiais diminuiu, pois, muitos policiais se aposentaram, outros morreram e os poucos concursos que ocorreram neste período,não supriram as necessidades.
Sem contar que do último concurso nem todos foram chamados. 
O Governo inventou os Policiais temporários,contratando ex- militares das forças armadas, porém com salário de gari, ou de servente de pedreiro.E só extinguiu esta modalidade de policiais porque o STF determinou. 
Este concurso novo que se anunciou para este ano de 2016, exigindo muito do candidato e oferecendo pouco, só vai ser útil no ano que vem, pois tem que preparar os policiais antes.
Continuamos, da mesma forma, à mercê dos bandidos. Você liga a TV e ouve o Rádio são só notícias de crimes. Este ano parece que aumentou ainda mais. Dão desculpas de que a Polícia prende e a Justiça solta. Este problema pode existir, pois nossas leis são fracas. Porém, o certo é aumentar o número de policiais nas ruas, numa polícia preventiva. Enquanto não ocorrer isto, será tudo apenas falácias, promessas, coisas de políticos. Ficam escondendo os dados da criminalidade como se estivessem, com isso, resolvendo o problema da criminalidade.  Não adianta esconder a roupa suja. Tem de lavar a roupa,secar,passar e vestir de novo. Até comprar outra,claro...A vida é assim !
E se o Sr. José Éliton pensa em substituir o Marconi em 2018, vai ter de trabalhar muito mais, pois o que aconteceu até agora na Segurança Pública de Goiás,nos faz lembrar daquela história de um dos livros do William Shakespeare: "Muito Barulho Por Nada "...

E ,de novo,neste começo de mês de setembro de 2016,reunidos com policiais,os políticos mentirosos do Governo Goiano,inclusive com a presença do Vice-Governador que agora é Secretário de Segurança Pública do Estado,anunciaram novas "medidas" para conter a violência em Goiás. 
-Tudo balela,pois se não aumentar o efetivo policial e a Justiça manter os bandidos na cadeia, não vai adiantar nada. 
-Esta é a verdade 

Ou aumenta o número de policiais e de viaturas nas ruas, ou nada se resolverá.

P.S. Enviei este texto para uma Seção de Opinião dos Leitores, do Jornal DIÁRIO DA MANHÃ,aqui do Estado de Goiás,mas eles se negaram a publicar. Isto porque o Jornal é "vendido" ao Governo de Goiás,de quem recebe altas verbas mensais. Ou seja,não é um jornal independente. Por isso posto aqui,neste meu blog,onde não tem censura. E o faço com base no Artigo 5ºinc. IV da Constituição Federal do Brasil.

Antônio Gomes - Reedição: 31 de dezembro de 2016.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Cenas Finais do filme "Retratos da Vida"-( Les uns et les autres" (1980) - De Claude Lelouch -Música " Bolero", de Maurice Ravel.

QUEM ERA "LETÍCIA" ?

Cláudio e Edivânia formam um casal moderno... 
Ele com 40 anos de idade e ela com 35. Quinze anos de casados e sem filhos. Moravam em um bom apartamento no centro da cidade. Saíam muito.Carlos tinha um pequeno comércio e Edivânia era dona de casa, e vendia estes produtos de beleza conhecidos, apenas para poder ter uma outra atividade. Ela tinha o carro dela e dependia pouco do Carlos nestas vendas...
Mas, eles iam muito a festas,teatros,cinema e futebol,no carro de Carlos. Não havia tempo ruim para eles.
Carlos trabalhava muito,mas aproveitavam a vida,por assim dizer. Só faltava ter filhos.Mas a mulher não podia ter filhos.
E num belo dia de outubro do ano de 2015,resolveram ir ver um filme no Shopping ,que fica anexo à grande Rodoviária da cidade.
Eles procuravam nos jornais e marcavam qual filme iriam ver. E neste dia, o filme que queriam ver só estava sendo exibido naquele cinema. E viram. Com direito a pipoca, refrigerante e tudo mais.
Depois saíram e foram ver as vitrines das lojas do shopping onde também fica o Cinema e muitas lojas bonitas, que mostram todas as novidades e coisas para se comprar. 
Ficaram muito tempo por alí.Tomaram um sorvete comeram alguma coisa e depois,lá pelas 11 horas da noite saíram rumo ao veículo do casal,que ficara estacionado por perto.
Eles viviam sempre assim: trabalhando e se divertindo juntos,como se fossem dois namorados. Eram muito unidos mesmo. Como se poderia dizer,cada um tinha encontrado sua alma gêmea...Pelo menos parecia.
-Seria o casal perfeito ?
E ao sairem do Shopping naquela noite,indo de encontro ao carro,que estava estacionado, se depararam com uma jovem moça,de no máximo uns 18 anos de idade, que perambulava por alí,como se estivesse desorientada,e falando palavras sem nexo. Estava ainda pintada,com pouca roupa,e um cheiro de álcool muito grande,que dava para sentir de longe. E tal comportamento chamou àtenção do casal,que se aproximou dela.Ela não era uma "moradora de rua",por assim. Era muito bonita, limpinha. Bem diferente destas pessoas mal-tratadas e sofridas que ficam  nas calçadas da vida... 
Tentaram conversar com ela ,perguntaram de onde era,porque estava alí daquele jeito,mas a moça só balbuciava algumas palavras sem nexo,como se estivesse alcoolizada e dopada.Como se tivesse consumido drogas mesmo.
Perguntaram se ela tinha celular,se ela sabia onde morava, se podia dizer  o nome de alguém da família,para que eles entrassem em contato,essas coisas.Mas ela nada disse de forma compreensiva..
As outras pessoas que viram a moça alí apenas achavam que ela estava esperando alguém. Como é comum por perto das Rodoviárias,mesmo do lado de fora. E alí é sempre muito movimentado,com táxis ,carros e gente caminhando de um lado para o outro. Só que era tarde,estava frio e a moça estava muito estranha...sozinha,sem lenço e sem documento.
Carlos e Edivânia resolveram levar a moça para o carro deles. Ela estava cambaleando,andando com dificuldades, em cima daqueles sapatos de salto alto...
O Carlos que era mais ativo para estas questões,pensou em comunicar à Polícia. Só que a moça que encontraram não tinha documentos,e estava com pouca roupa (uma pequena a apertada blusa colorida e uma saia bem curta), e poderia comprometer eles. Eles temiam sobre o que a moça poderia dizer depois na Delegacia, nesta ou e em outra ocasião, quando se recuperasse. Ela poderia acusá-los de alguma coisa,pois com a confusão mental em que estava,tudo poderia acontecer. 
Então Carlos combinou com a esposa de levá-la para casa. Afinal eles eram um casal sem filhos e tinham um quarto extra com cama arrumada para alguma visita. Edivânia,com atitude normal de mulher nestas horas,viu aquela moça tão jovem, sozinha, bonita e naquela situação,como se fosse uma filha precisando de ajuda. Uma filha que ela nunca tivera !
E "tombou" a cabeça dela em seu colo no banco de trás do carro,tratando-a com carinho,a ponto da moça adormecer em seus braços,dentro do carro. 
E assim foram para casa.
A moça,que não sabia dizer o nome dela para o casal naquela noite de domingo, dormiu até a segunda-feira dez da manhã. E acordou ainda sonolenta ,porém ainda muito confusa. E depois de tomar um banho e vestir umas roupas da Edivânia ,das que serviram para ela,foi tomar um café com o casal. Como Carlos estava curioso sobre a moça,esperou esta hora deste "café" ,um pouco mais tarde, da manhã  de segunda-feira. Afinal ele precisava saber alguma coisa mais sobre  ela,que iria ficar com sua esposa dentro do apartamento.
A estranha moça tinha uma pequena pulseira dourada no pulso onde se lia um nome gravado : "Letícia" ! Este deveria ser o seu nome.
Perguntada, a moça disse que este deveria ser mesmo o nome dela.E que só lembrava que viera de uma outra cidade  do interior visitar uma amiga,cujo nome não se lembrava agora,nem onde morava,com quem foi até um Show em uma boate. E foi lá conheceu um rapaz que deu muita bebida para ela, e a levou para um motel onde deu ainda mais drogas para ela usar.Ela já havia bebido em festas,mas nunca tinha usado drogas antes. E disse que mesmo meio drogada não se sujeitou a se envolver sexualmente com o rapaz, que inssistiu com ela durante toda a noite. Este depois de tentar agredi-la no motel,saiu com ela no sábado à noite pela cidade,levou ela para um lugar estranho onde ela ficou numa cama,adormeceu. Mas não sabia dizer onde fica esta casa. 
E disse ainda que o rapaz  a agrediu nesta casa,  e  depois a  deixou na rua,na tardezinha do domingo, alí,perto da Rodoviária,sem lhe entregar a sua bolsa com documentos,celular e algum dinheiro que tinha. Era só o que ela lembrava. Talvez ela tenha perdido os documentos também,não se lembrava direito.Continuava confusa.
Deu sorte,pois muitas outras mulheres,na situação dela,são mortas. Mas,ela tinha apenas umas marcas nos braços, uns arranhões,como se tivesse sido segurada,com muita força. 

E foi assim que ela estava ali perto de onde o casal a encontrara.
Decerto ela tinha planos de voltar para sua cidade,mas estava sem dinheiro e sem documentos, e totalmente "grogue",tonta e com amnésia,por vezes sentada no chão,hora  caminhando por alí,por perto da Rodoviária,onde também se situa o Shopping onde o casal tinha ido ver o filme. 
-Foi o que deduziu o Carlos e a Edivânia também...
E  eles,desse dia em diante, passaram a tratar "Letícia" como se fosse uma filha.Uma filha que não tinham. Davam todos os mimos para ela,compravam roupas e estavam até pensando em pôr ela para tabalhar no comércio do Carlos. Mas a mulher tinha cúmes do marido,que no entanto,até então não tinha "passado dos limites" no tratamento com a moça E ela era bem bonita,com seus cabelos louros encaracolados olhos verdes e semblante bem jovem.
Havia um porém ainda. Após passados alguns dias,Letícia não se lembrava da Cidade de onde viera e também não quis ir com o casal até uma Delegacia fazer uma ocorrência e tentar tirar outros documentos. Além disso ela estava se acostumando alí,com o casal, e não falava em ir embora. Para o Carlos estava tudo bem. Porém, a Edivânia,apesar de gostar da companhaia diária da moça,tinha muito ciúmes do marido. Era só ele chegar e ela ficava vigiando os passos dele,  se ele estava olhando demais para a moça...essa coisas do ciúme feminino.
Quando saíam na rua diziam que era um prima da Edivânia,que viera do interior.
O tempo foi passando e Edivânia já pensava em arrumar um emprego para Letícia. Dizia para ela voltar a estudar ,etc.
Os dias passaram depressa. Chegou março,abril,maio e chegou junho. A moça de pouca conversa falava em ir embora,só que não falava para onde.  Dizia que realmente não se lembrava de onde viera. E não apareceu notícias do desaparecimento dela na TV.
Acostumado com ela alí,o casal não queria que ela fosse embora. Diziam que ela precisava de documentos.
Preocupado,Carlos procurou um amigo advogado para aconselhar-se daquela situação. O amigo lhe disse que era complicado até ele ir na Delegacia,pois poderia ser entendida aquela situação com "cárcere privado",e eles não tinham o endereço, o nome completo ou mais informações da moça,etc. 
E a Letícia não iria saber dizer muita coisa na Polícia,pois continuava confusa.
Assim preferiram "dar mais um tempo" ,como se diz.
E o mês de junho de 2016 passou ainda assim,nesta mesma situação: Letícia na casa deles,ficava sendo "cobaia" dos produtos que a mulher vendia. Ela conversava pouco,dormia muito.E ia nos locais onde a Edivânia ia. Até na Igreja ! E ajudava nas terefas domésticas.
Letícia sempre calada,pensativa, e esquecida.
E ficava sempre em casa. Só saia com a Edivânia. Não falava com mais ninguém,não namorou com ninguém durante todo o tempo em que esteve no apartamento do casal aqui citado.
Edivânia tinha se apegado tanto a esta moça que a via como uma filha mesmo. Dava muitos conselhos para ela. Letícia só ouvia,não discordava de nada.
Enfim,para encurtar a história,chegou o mês de julho,as férias que muita gente tira. E o Carlos ia fazer uma pescaria longe,na qual a Edivânia não queria ir. E não foi mesmo.

Ele saiu lá pelo dia 10 de julho dizendo que voltaria até o dia 20.Foi longe,para uma região onde tinha parentes que têm fazenda. E neste meio tempo Edivânia foi para casa de sua mãe, que morava em um sítio ,em outra cidade. Foi com Letícia.Lá contou toda esta história para sua mãe, que a aconselhou a procurar uma Delegacia.
Sua mãe,mais experiente, lhe disse para ter cuidado,pois a moça poderia denunciar Edivânia,como se esta estivesse usando-a como uma empregada doméstica sem salário, quando acabasse este período de "esquecimento".
Dia 21 de julho, uma quinta-feira estavam todos em casa de novo. No apartamento bem aconchegante de Carlos e Edivânia.
E no dia 23,sábado, Edivânia foi fazer compras na feira. Era uma das poucas vezes em que a Edivânia não saiu com a Letícia, esta ficou sozinha. Ela gostava de ouvir rádio e "arrumar" o apartamento.
E foi neste dia que Carlos chegou e "pegou" a Letícia telefonando para alguém,usando o telefone fixo,que tinha uma extensão até o quarto. Assim que a viu falando ao telefone,com certa desenvoltura,ficou meio sem graça,mas nada perguntou. E saiu até o corredor do  prédio e ligou no celular da esposa,sem Letícia ouvir. Contou este fato.
-Comentaram tal situação.
E no dia 24,Carlos saiu cedo. Ia para um futebol socyte, num local perto de onde morava. Edivânia,que era cristã praticante,dessa vez foi à Igreja sozinha,pois ia ter uma reunião após o culto e pediu para Letícia fazer o almoço. Ela já tinha feito isto antes.
Depois da Igreja Edivânia foi comprar algumas coisas no Supermercado. 
Chegou às 11:30 horas. E dessa vez não encontrou Letícia em casa.Nem almoço pronto,nem nada. Do apartamento nada foi levado. Apenas as roupas que a Edivânia tinha comprado e dado para a Leticia não estavam mais no guarda-roupa.
Imediamente ela ligou para o marido Carlos,que estava se trocando no vestiário do campinho de futebol,se preparando para beber com a turma. Ele ficou bem assustado. Voltou depressa para casa,dispensou a "cervejinha com os amigos".
Sairam os dois e procuraram por todos os locais onde eles já tinham ido com Letícia. Na feira,na padaria,e nos vizinhos. Nada dela. Nenhuma notícia dela.
Falou com o Síndico,viu as gravações das câmeras do prédio. E viram Letícia saindo pelo corredor,e no elevador. Ela estava apenas com uma sacola grande e as roupas simples.As mesmas que ela estava no mesmo dia que a encontraram.
Saiu pela portaria a pé,virou a esquina e sumiu.
Até hoje não mais apareceu.
E nem Carlos,nem Edivânia tiveram coragem de contar toda esta história na Delegacia.
E agora, passados sete meses desde o dia que encontraram Letícia,eles não tinham o nome completo dela.Não sabiam de onde ela veio. Não podiam dar queixa dela,pois ela  em nada prejudicou eles.
-Será que ela se aproveitou de toda a situação para ficar na casa deles por um tempo ?
Contaram esta história para este simples escriba,que agora repasso aos nobre leitores.
De onde veio Letícia ?
Para onde foi Letícia?
E reforço estas perguntas,com outras perguntas:
-Quem era esta "estranha" Letícia ?
Tão meiga,tão pura,tão calma..
-Que mal tão grande ela sofria em sua Alma ?
........................................
P.S. História com base em fatos reais.  Os nomes das personagens foram trocados,para resguardar suas intimidades .

OBS.: Este conto será parte integrante da 2ª Edição de meu livro "As Vítimas da Sociedade" a ser publicado em 2017.
Texto Original de :Antônio Gomes
 Reedição: 27 de dezembro de 2016.









quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

MUSICAS DE NATAL : Choral Christmas Songs from "A Choir of Angels"

LEMBRANÇAS DE UM NATAL

Toda vez que chega esta época do ano, chuvosa e cheia de expectativas para o  Ano Novo, fico mais feliz, e esperançoso, como a maioria das pessoas. Tudo é muito bonito: as luzes, as cores e o clima festivo de final de ano,sem contar com as músicas natalinas,que sempre me trazem boas lembranças de natais passados. 
A música do John Lennon "Merry Christmas" marcou um destes Natais.  São lembranças boas de outros Natais e de situações,que rememoro aqui...
Destes me lembro bem, e destaco um deles,quando eu trabalhava na Casa Silva, uma loja de Tecidos e variedades,na Cidade Jardim, em Goiânia,Go. Foi um tempo em que convivi com várias pessoas de minha idade,muitos cheios de projetos, sonhos e alegria. A maioria estava estudando para ser "alguém" na vida,como se diz. Passar no Vestibular era a meta.
Este tempo do qual falo era o mesmo período em que eu também me preparava para o vestibular de Direito,nos finais dos anos 70 e começo dos anos 80. Isto mesmo: enquanto estudava ,trabalhava nessa Loja, onde também trabalharam duas irmãs minha e um irmão . Éramos como parentes do proprietário, que sempre me chamava para trabalhar lá. A Primeira vez que trabalhei lá tinha 16 anos de idade. Tanto que, até no período em que estive no Serviço Militar (Exército) ia lá trabalhar nos domingos nos quais eu não estava no Plantão, no quartel.  Ali ,nesta loja, trabalhei até mesmo quando "fazia" o Curso de Direito. E sempre nos finais de ano,mesmo depois de sair formalmente da loja, era convidado pelo Sr. José Silva ("José Mago") a ir ajudar nas vendas, inclusive para "ganhar um extra". E era bom estar ali,entre aqueles amigos e amigas., pois melhorava meu final de ano,á que eu era bem solitário.
 Depois fui me afastando,naturalmente,em virtude novos amigos que fizera na faculdade. Mas nunca esqueci daquele feliz ambiente, alegre e de companheirismo, situado na Rua Gomes do Nascimento, na "Cidade Jardim de Deus",como dizia o Eurípedes,meu amigo de muitos anos...
Ali era meu "ponto de partida" para fazer amigos,sair para o futebol de salão ou para combinar as festinhas de finais de semana,que em cada sábado acontecia na casa de um dos amigos ou amigas. 
Aí eu destaco a casa da Carmem ,onde haviam muitas "moças" e sempre fazíamos os "encontros" semanais. E não posso esquecer da casa da Beth, com quem fiz amizade mesmo e sempre a visitava, mesmo depois desse período natalino. A Beth era amiga mesmo, uma coisa difícil entre homens e mulheres. Eu ia lá,com o objetivo de ,depois na Casa da Carmem. 
Participavam desta turma a Milia e a Rosa,minhas irmãs; a Carmem, a Bete, a Hilda, a Maria Aparecida, a Malba, a Hildinha, o Eurípedes, o Afrânio (este companheiro de quartel) e às vezes o Luis Antonio (amigo do Exército) e outros, que eram amigos delas. 
Tinha ainda as primas da Carmem,muitas das quais iam nestas "festinhas" familiares que fazíamos. Algumas vinham do interior e lá se hospedavam,com objetivo de estudar. Era um ritual: cada sábado ,na casa de um amigo ou de uma amiga.... A Família toda participava. Levávamos até "conjunto" ou banda para tocar,para ,"animar a festa".Tudo bem planejado,organizado.
Mas foi na Loja  Silva , no período do Natal anterior, de 1976 ,que conheci a Ana Maria,uma jovem de 15 anos apenas e que nem sei porque,se interessou por mim. E eu por ela. Foram pouco mais de três meses, num convívio de final de ano e começo de outro, no qual trabalhamos juntos nesta mesma loja. Já em 77, Foi um Natal especial, no qual eu tive a boa notícia de ter passado no Vestibular de Direito, na Faculdade Anhanguera, período no qual a Ana, vez ou outra, estava sempre comigo. Ela ainda estava no 2º grau. Chegamos a iniciar um namoro,que terminou no mesmo mês em que eu ia assistir as primeiras aulas  da Faculdade. Acho que foi uma amor platônico.Não como as pessoas namoram hoje em dia... 
Brigamos por pouca coisa, mas não ficamos inimigos.Trabalhamos juntos ainda em 78, e começo de 79. E a vi no ano de 1980, quando ela estava para se casar. Tinha apenas 18 anos de idade, creio. Depois ela sumiu por 12 anos.
Mas, um belo dia de março do ano de 1992,ela me "achou" na Rua 3, centro,quando passamos a nos ver de novo,devido ao meu trabalho. 
Ela estava à minha procura,disse. Precisava de mim,profissionalmente...
E não nos afastamos em definitivo,pois voltamos a nos encontrar outras vezes e depois ela, já separada, me procurou para eu ajudá-la a resolver um problema familiar na Justiça.
 A Ana "marcou", como dizem alguns. Era muito bom estar com ela, conversar com ela...
 Ou vê-la, simplesmente. 
Mas naquele Natal passamos juntos,pelo menos até a véspera ,dia 24,pois no dia "d",fui a um noivado, o do Evangelista numa fazenda no interior de Goiás,com a turma do setor onde eu morava .Nesta festa de noivado na roça comemos leitoa assada e tomamos vinho até a madrugada.... Até "passar mal",eu diria... 
E este meu amigo Evangelista,depois ingressou na Polícia Federal,como escrivão concursado E ele se foi,antes do combinado,num acidente no ambiente de trabalho dele,em 1991.
Mas ficou marcado este Natal de 77,onde nós todos muitos jovens ainda, vivíamos a vida alegre de pessoas sadias em busca de melhores dias,estudando e trabalhando,sempre com as mesmas pessoas a nos rodear. 
Muitas destas minhas amigas eram "feministas",que defendiam a liberdade da mulher para o trabalho, para o estudo, coisas muito comuns hoje em dia .
A Maria Aparecida e a Carmem também se formaram,antes mesmo de mim.  De todas a que marcou mais foi a Beth, que se formou em jornalismo e levou adiante este seu projeto de mulher livre,independente. 
-Acho que até hoje...
Esta foi minha confidente, e eu dela,por muitos anos. Depois,nos afastamos.Hoje nem sei onde ela "anda",se casou,se teve filhos...
Além do mais,nos finais de ano, tinha todas aquelas brincadeiras de "amigo secreto", de festas,de casamentos.
Aqui já não se trata de brincadeira,pois casamento é coisa séria . Um deles foi o do João Divino,meu amigo Militar que se casou neste final de 77 . Não me esqueço que fui a este seu casamento com a Selma,uma loira bonita de 16 anos com quem eu sempre fazia brincadeiras. Ela era vizinha de Loja, (Casa Selma ),e passava "desfilando",para a gente. Nesta ocasião cheguei a dizer à Selma que o nosso seria o próximo casamento. Ela quase acreditou. Infelizmente o João, que chegou a ser Coronel,e que continuou meu amigo por muitos anos,também partiu antes do combinado,em 2007.  A Selma,com quem fui no casamento do João Divino Lourenço , ainda foi na minha casa umas vezes. Mas depois ,sumiu...
-Acho que hoje é comerciante,como era a sua mãe.
Mas  o que ficou foi mesmo a amizade, da turma da Loja : da Maria José, do Joãozinho,do Joacir, das meninas Glaides e Marleide, e da outra Selma,que trabalhou comigo na mesma na loja, e me deu um livro do Gibran  Kalil Gibram,que guardo até  hoje. E não posso me esquecer da Geni Nishi, uma japonesinha que era minha fã,e eu nem sabia,e que foi a minha "amiga não tão secreta" assim ,nesta brincadeira de Natal ,e que depois se mudou com a família,em definitivo...
-Não a vi mais.
De tudo ficou a Lembrança desse Natal, do Casamento do Tenente João Divino, na Capela do Santa Clara,em Campinas, Goiânia, em 77. E  da Selma loira; da Maria José da Loja,hoje professora universitária; da Balçanir que casou com o João. E do outro casamento que fui, do irmão do Mi (Arouca), no Ateneu Dom Bosco,o qual fui também com a Selma loira, para mim ,uma mistura de "interesse" e amizade e da vez que ficamos juntos no Goiânia Tênis Clube.. .
-Não dá para esquecer! 
E não me esqueço principalmente da Ana Maria, com quem "quase" namorei  de verdade e da qual nunca me esqueci. Esta é a do quadro,que dei e busquei de volta, e que contei em outra estória,no ano passado.Pintei um quadro para ela, e tomei de volta. Mas ela não ficou totalmente" brigada" comigo. Ficou magoada,por certo. Mas entendeu ou aceitou aquele meu ato idiota.
Conto esta e outras históriaas no meu Livro " O Amor tem Muitas Faces" que publiquei em 2015 pelo Clube de Autores.
Esta foi especial. Também anda sumida,pois desde 2001 não tenho encontrado com ela.  A última vez que a vi foi no seu trabalho,perto da Alameda das Rosas,ao lado do Lago das Rosas. Depois, entre 1997 e 2001, ela foi,outras vezes até o meu Escritório, no centro.Acho que ela não mora mais perto da Alameda das Rosas. Soube que ela foi morar por uns tempos com um dos filhos,no Canadá.
 Mas,  na Alameda das Rosas ou na Alameda da Poesia ", por quem sonha Ana Maria" ?
 Para ela escrevi até um conto,publicado  no jornal  "O Popular",daqui de Goiânia. Este jornal ela me "tomou",quando foi em minha casa,numa outra situação,tempos depois,mas ainda quando ela trabalhava  na citada  Loja .
Onde anda você Ana Maria Gonçalves ? 
-Lembra daquele filme que vimos, num reencontro nosso,alguns anos depois..(1996?).
Acho que no dia de seu aniversário. Lembra do nome dele  ?  "Era Marcas de um Passado" ?
-Não sei ao certo se era esse mesmo o nome do filme, mas me lembro do Dennis Quaid e da Meg Rian, como os Atores principais. Lembra do disco que lhe dei , "Ao Mestre com Carinho",com a música da "Lulu", do filme com o Sidney Poitier ? Este não lhe tomei de volta. 
-Deve estar com você,espero...
Assim,ficou a lembrança deste Natal,com todas as suas nuances,pompas e circunstâncias. E não posso esquecer do Show do Roberto Carlos na TV,que assiti,algumas vezes na casa de algumas destas amigas...
Estes eram os "ingredientes" destes Natais felizes dos anos 70 e 80.
Talvez sem muita pompa, mas tudo muito saudável, alegre e feliz, como éramos todos nós,naquele ambiente de jovens, todos entre 15 a 23 anos,e alguns com mais um pouco,mas sempre jovens no coração...
Foi sem dúvida um Natal muito feliz para todos.
 Inesquecível, para mim, eu diria...
...........................................................

Original de : Antônio Gomes   
Reedição em: 22 de Dezembro de 2016.


quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

MÚSICAS DE NATAL - CORO DE SANTO AMARO DE OEIRAS- PORTUGAL (Mix) -Várias Músicas

Meu Conto de Natal : O PAPAI NOEL LADRÃO


​Dia 23 de dezembro de 2014, noite fria e chuvosa nos arredores de Goiânia, GO, e o Sr. José, o catador de papéis, empurrava tristemente seu carrinho pelas ruas da cidade. Cansado e desanimado, pois naquele da não conseguira juntar muitas caixas e papelões como fazia de costume. Além disso, estava chovendo há algum tempo e os papeis e caixas que os comerciantes haviam jogado nas calçadas estavam se estragando, ou estavam sendo carregados pela correnteza das águas da chuva. Normalmente ele pegava muitas destas caixas e papelões de embalagens, e era com a venda deles no quilo, que comprava os mantimentos para sua casa. Em outras palavras, a venda destes papeis velhos em um determinado comprador, era o seu ganha-pão. Era esse o seu trabalho aqui desde que viera do Estado do Maranhão e com ele sustentava da forma que podia, a mulher Maria e os três filhos menores, Tiago, João Paulo e Betânia, que ainda não tinham se matriculado no ensino fundamental desde que chegaram em Goiânia, GO. 

E naquela noitinha, antevéspera do Natal, ele já estava voltando para casa todo molhado, quando resolveu entrar num boteco para tomar umas "pingas”, pois ninguém é de ferro, como ele mesmo dizia! Tomou uns dois ou três goles de cachaça e voltou ao seu carrinho com papeis velhos, retomando o caminho de sua casa. E apesar da chuva fina intermitente naquele dia, o "clima" era de Natal mesmo, com luzes coloridas pelas casas, nos postes, nos prédios e, obviamente, nas Árvores de Natal.

De repente, ele parou em frente a um Supermercado, destes maiores que, praticamente, são detentores do comércio dos bairros onde se situam, e ficou vendo toda aquela fartura, com tantas coisas gostosa à venda. Pessoas entrando e saindo com seus carrinhos de compras cheios, colocando nos porta-malas dos carros. Crianças contentes com vários brinquedos na mão.
Vê tudo isso só lhe fazia sofrer ainda mais, tal a sua pobreza e a sua condição humana diante de tudo. A comparação que fazia, era inevitável ...

E naquele dia específico, ele só tinha no bolso alguns trocados, que lhe permitiria comprar o café e o leite que sua cara-metade havia lhe pedido para comprar assim que saíra de casa. Na verdade, um barraco velho de tábuas e lonas que ficava num lote, nos arredores da cidade. Mas, ele gastara o dinheiro com as cachaças que tomou. E assim, meio "grogue" pelas pingas que bebera, sentou-se na calçada deste Supermercado, e diante de uma TV grande que estava na porta, começou a prestar atenção nos noticiários das 19:30 horas. Eram só notícias sobre corrupção, falcatruas de políticos, de empresários, crimes de roubos menores, coisas que viraram rotinas em nosso Pais...A roubalheira é antiga por aqui. Porém, o José, o catador de papéis, nada podia fazer. Afinal de contas, ele era apenas um homem pobre, quase um pedinte.

Ele agora estava a imaginar como iria conseguir comprar os presentes que seus três filhos haviam lhe pedido. Como iria fazer? E ficou por um tempo, vendo a TV e pensando na vida. Mas, levantou-se e voltou ao seu caminho para casa. Estava pensando na "bronca" que iria levar da Maria, por não estar levando o leite e o café. Chegou em casa e caiu em cima do colchão velho que estava à sua espera. Nem deu ouvidos às reclamações da “patroa”, e se entregou ao sono, "apagou"... 

E ele dormiu até ás 10:00 hora da manhã seguinte, que era o dia 24 de dezembro, véspera de Natal. Acordou e se deparou com a realidade nua e crua de sua vida, sem dinheiro para comida e para comprar os presentes da Maria e dos "meninos". Sua "cara-metade" queria pelo menos comer um frango assado; o filho Thiago queria uma bola e uma chuteira; o João Paulo, uma bicicleta, e a menina chamada Betânia queria roupas novas, pois, com 12 anos ela já tinha "enjoado" de bonecas há muito tempo.
-E agora José?

Ele ficou todo aquele dia a pensar e "matutar" sobre sua vida, sua condição social. Depois de comer arroz com ovo no almoço, sentou numa cadeira velha na porta do barraco e ficou ouvindo um rádio de pilha velho que possuía. Notícias de esporte, de políticos e de crimes, estas coisas que se ouve todos os dias. E os seus filhos brincavam no terreno da casa e sempre lhe perguntando sobre os presentes...se o "Papai Noel" iria lhes trazer os seus presentes. E esse pobre José, que deveria ser o “Papai Noel” deles, não tinha a menor condição de comprá-los neste dia. Árvore de Natal, frango, vinho para a ceia, até aquela hora nada. E veio a noite, com o José ainda calado, pensativo. A Maria tinha ido na casa de algumas conhecidas vê se ganhava alguma coisa. Era comum ela fazer isso. Às vezes, ganhava!

De repente, lá pelas 8:00 da noite, o José teve uma ideia: Iria sair dali e iria conseguir umas coisas de comer e uns brinquedos para seus filhos. Iria pedir, claro. E pensava lá com seus botões:
-Quem iria lhe negar uns brinquedos, alguma comida e algumas roupas usadas, já que a solidariedade das pessoas é maior nesta época do ano?
E saiu pela noite, com um saco de algodão cru vazio em uma das mãos. Começou pelo bairro onde tinhas as casas mais "chiques". Estas que chamam atenção de longe. Na primeira casa na qual ele pensou em pedir, tocou a campainha e nada. Era uma destas casas de muros altos, cerca elétrica e alarme. Ninguém atendeu. Andou mais pelo setor, bateu palmas no portão e nada. Algumas estava vazia, pois o silêncio era total.
E assim, ele andou por muito tempo pelas ruas daquele bairro chique, até se deparar com uma casa onde o portão da garagem estava meio aberto e essa garagem dava para dentro da sala da casa. Chamou, bateu palmas, mas ninguém atendeu.   Havia um barulho vindo de uma festa; música e conversa vindo no fundo da grande casa, cujo terreno era maior ainda.  E ele entrou na sala daquela boa casa onde encontrou no sofá caixas com vinho, bolas, bonecas e até uma bicicleta de criança, novinha no canto da sala.
- Seria este o Milagre de Natal que tantos falam?  
Tinha até uma roupa vermelha de Papai Noel. Só que todas aquelas coisas eram de outras pessoas. Mas, na hora, ele não pensou isto.  Pegou tudo pôs no saco que tinha levado de casa e saiu calado sorrateiramente. Antes, porém, vestiu a roupa de Papai Noel e começou a pensar que ele tinha conseguido seu objetivo, presentear os filhos, pelo menos...   Agora sim, ele seria o Papai Noel de seus filhos, com brinquedos para dar a eles na noite de Natal.

Porém alguém viu ele saindo dali com os objetos roubados e chamou a Polícia. Deu zebra, como dizem! José, o pobre catador de papel, foi preso em flagrante com aqueles pertences. E foi parar no Distrito Policial. Parece que o dizer antigo de que "alegria de pobre dura pouco" estava valendo mesmo.  Era muito azar para um dia só, pensou ele... logo ele, que mesmo sendo muito pobre, nunca tinha sido preso nem processado até aquele dia.

E assim, em pouco tempo, o José, de um simples catador de papel pobre que nem Jó, estava agora sendo “gozado” no Distrito, pelos Policiais de plantão, que o chamavam de “Papai Noel Ladrão”. E o pior de tudo é que, como ele foi preso em flagrante, só seria liberado se pagasse uma fiança de, pelo menos, um salário mínimo. É a Lei.

E ele dormiu na cadeia naquela noite de Natal. Ele não tinha celular nem telefone fixo para pedir ajuda, para avisar alguém. E só no dia seguinte um Agente de Polícia se apiedou dele e foi até o seu barraco avisar à Maria, sua cara metade, de que o José estava preso e o que tinha acontecido com ele na noite anterior. 
Esta, ao saber da história, foi se socorrer com uma senhora bondosa para qual ela arrumava a casa e passava umas roupas em dias alternados da semana. Esta senhora, D. Adelaide, foi o “Anjo da Guarda” da família. Pagou a fiança do José, levou todos para a casa dela, para passarem o Natal com ela, seus filhos e netos, e ainda deu roupas para todos e brinquedos para as crianças do catador de papel. 
E mais, passado o Natal e Ano Novo, ela conseguiu vagas numa Escola Municipal perto de onde morava, para os filhos do José, e um emprego para este, na chácara de um dos filhos dela, para que o José fosse morar e tomar conta da mesma. 
Ou seja, depois da tempestade, veio a bonança. E neste Natal de 2016, todos estão tendo uma vida melhor!
..........................................................

 
Redição :21 de dezembro de 2016.

Conto original de  Antônio Luiz Gomes (Advogado-Escritor), parte integrante de  meu livro “As Vítimas da Sociedade”, editado pelo Clube de Autores-1ª Edição -2015

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

A " MAGIA" DO NATAL !

Gosto muito dessa época do ano, desde o começo de dezembro  até  a chegada do Natal !...
Há um clima de magia no ar. As pessoas ficam mais abertas,comunicativas,mais contentes.
E há mais dinheiro circulando,embora eu entenda que não há dinheiro que pague estas mudanças e todo esse movimento positivo que ocorre neste período do ano,pela influência do "Espírito" Natalino.
-Até o clima muda !
Há mais solidariedade entre as pessoas...
Contudo, apesar das compras,do Papai Noel comercial e dos apelos capitalistas das festas,das trocas de presentes e dos "chamativos" da televisão, não devemos nos esquecer do verdadeiro ANIVERSARIANTE : Jesus Cristo !
-Este sim,o mais importante para todos nós...
Uma das mudanças de comportamento que surge nas pessoas na época Natalina,são exatamente as atitudes delas, ou seja,de nós todos seres humanos... Ficamos mais sentimentais,o coração pulsa mais forte,apertado,às vezes. E sentimos mais a necessidade de ajudar as outras pessoas,independentemente dos presentes que doamos  ou  que ganhamos.
Ora ! Ajudar o nosso próximo é, na verdade,o principal objetivo de nossa vida aqui na Terra. Senão,para que viveríamos em sociedade, e para que constituir família, ou formar as comunidades ?
A vida material terrena não tem outro sentido,pois afinal de contas estamos aqui de passagem...
Deveríamos todos nós ,conhecer essa "Premissa" de DEUS :  Ele colocou-nos aqui neste mundo material com o objetivo de que obtivéssemos conhecimento,para ajudar-nos uns aos outros e para "melhorar" como pessoas. Uma das principais formas de conseguir esse "aprendizado" é auxiliando nosso irmão,nosso próximo, ou mesmo um vizinho,ou até mesmo um estranho que precise de nós.
Muitos dizem amar a Deus... 
-E eu pergunto :
 -Como podes amar a Deus a quem não vês, se odeias ou ignoras o teu próximo,o teu irmão a quem vês todos os dias ?
As ajudas,a solidariedade e a preocupação com nosso próximo deve ser feita em qualquer época do ano. Em qualquer dia .
-Não precisamos esperar o Natal para ajudar nossos semelhantes.
Portanto,ajude...
-Mesmo que seja ouvindo uma pessoa.
Dê esmolas, roupas, comida, presentes, remédios, e até mesmo dinheiro,se puder. Ajude as Entidades e ONGs sérias,as que tratam de doentes, de necessitados,deficientes ou com câncer. As instituições sérias que acolhem velhos ou que cuidam de crianças especiais ou em situação de abandono.
É preciso " salvar" alguém...
É preciso salvar o homem desse "desejo" de ser bicho .
Lembre-se : QUEM SALVA UMA VIDA,SALVA O MUNDO INTEIRO...
E digo eu : ao ajudar seu próximo, procure doar coisas boas, novas, aquelas que você mesmo poderia utilizar.
Não dê coisas velhas ,imprestáveis,como se estivesse querendo "se livrar" delas.
Afinal de contas,para quê você quer tanto sapato,tanta roupa ainda nova e sem usar,que você comprou sob impulso e que acumula em seus guarda-roupas ?
- Deixe de ser egoísta ! Divida o que tem. Se tem muito,divida mais ainda ...
-Para quê colecionar carros,se você não é dono de uma revenda ? Você só precisa de um veículo para se locomover.
- Lembre-se que muitos não têm nem uma bicicleta ! Ou melhor dizendo: muitos não têm nem o que comer hoje!
Olhe bem para sua casa confortável... Quanta fartura e desperdício de coisas ,às vezes em duplicata,coisas que nunca lhe serviram,coisas supérfluas que poderiam servir e,provavelmente  servem ,para outras pessoas,muito mais necessitadas que você...
Deixe de ser mesquinho. Fuja da "Rabujice". Não sejas Avarento. Quebre essa "dureza" de seu coração...
Conheces a história de EBENEZER SCROOGE, (O Avarento) de Charles Dickens ?  É esta mesma história que sempre está "passando" nos Cinemas ou na TV..
-Às vezes vem com o título de "Um Conto de Natal". Preste atenção na "mensagem" do filme. Observe o que dizem os "fantasmas" dos Natais passado,presente e futuro.
Aprendi nos ensinamentos do Divino Mestre,e nos outros livros de sabedoria escritos pelos homens,que ao ajudar o nosso próximo estamos tendo a oportunidade de vencer o Egoismo. Exatamente isto: devemos lutar contra esse "Eu" interior que domina nossa personalidade. 
O Mundo de hoje é um mundo muito egoísta,materialista,que nos leva a lutar,trabalhar em dobro com o único objetivo de "adquirir coisas". Alguns trabalham muito apenas para adquirir bens materiais ! Coisas e bens que nem precisamos e que de nada nos servem para evoluir no campo espiritual.
Devemos possuir o necessário para viver,evitar o excesso. Sem falar que o ladrão está de olho nos bens de valor que você possui.
A pessoa egoísta,apegada exageradamente a bens materiais pode ficar rica. Fica rica, mas fica infeliz. Isto porque este comportamento leva a pessoa à depressão, às doenças da mente ,da alma e do corpo.
O Egoísmo faz de você uma pessoa infeliz espiritualmente,pois o seu coração,sua alma e sua mente(se não são,simbolicamente ,a mesma coisa)ficam impregnadas,preocupadas com todos estes bens e coisas do mundo, que você possui e que lhes obriga,que lhes pesa no bolso mantê-los.Bens em demasia que lhe impede de ver a vida , de lembrar do próximo, de ajudar o irmão que precisa.
O egoísta rico, ri a toa,como dizem. Mas eu lhes digo: é um sorriso da boca para fora. Por dentro, muitas vezes ,essa pessoa sofre muito,por isto  adoece e acaba fazendo-a gastar todo o seu patrimônio se tratando das doenças do mundo moderno : enfarte,câncer, estresse,depressão ,etc...
Assim sendo ,fuja desse egoísmo mundano. Fuja do hedonismo ! Ajude seu próximo e seja feliz!
Quem é empresário,mesmo sendo muito rico, ainda tem seu galardão,pois este dá emprego ao trabalhador , aos profissionais.
Porém,se você junta dinheiro ou se trabalha apenas para "viver a vida",no prazer e na luxúria,você está perdido (a).
-"Ah ! ,mas eu nada tenho para doar",você diz. Mas eu lhe digo: você tem sim. Todos temos alguma coisa para doar ao nosso próximo. Em última análise dessa premissa,se nada puder doar em termos de ajuda material, ouça seu próximo,seu irmão ou um vizinho. Você não precisa ser Psicólogo(a)para dar conselhos,para ouvir uma pessoa.
-Dê atenção a um estranho que lhe peça atenção. Ele poderá a ser um amigo futuramente . Obviamente que deve ter cuidado com os estranhos. Mas , ao observar uma pessoa, e ver que ela é realmente necessitada,carente, e sendo você uma pessoa mais madura, de vida mais estável ,passe a essa pessoa  o seu conhecimento ou a experiência que você tem.
Dê exemplos de viver,com a sua própria vida,com a sua própria conduta de vida perante a sociedade.
PERDOE ! O perdão purifica a alma,livra você de um "peso" ou de um encargo de consciência. O perdão faz tanto bem tanto para o perdoado como para quem perdoa. O efeito do perdão pode ser muito maior para quem perdoa. Esta virtude é uma das grandes premissas do Cristianismo verdadeiro.
Finalmente, não cometa exageros neste Natal. No trânsito, não corra,não mate e não morra!...Não morra nem mesmo com o excesso de comida ou de bebida.
-FIQUE VIVO !
Lembre-se que muitas pessoas gostam de você, e apesar das festas e das comemorações de fim de ano, a vida continua no próximo ano.
E não se esqueça disso : Sua mãe, seus irmãos ,mulher ,filhos e os colegas de trabalho, precisam de você vivo nos próximos anos. Beba com moderação.
-BEBA mais água...  pois,as outras bebidas dão sede. 
Evite colocar "impurezas" em seu corpo. 
E NÃO SE ESQUEÇA : apesar de todo o consumismo do Natal, lembre-se sempre do Aniversariante.
-Tenha um tempo para lembrar dos ensinamentos Dele.
E para os Cristãos de verdade,indico um livro que já li : "IMITAÇÃO DE CRISTO",que você pode adquirir para você ou para dar de presente.
Ame seu próximo. Ajude pessoas. Dê esmolas. Vença o Egoismo que existe dentro de você e seja feliz !
Faça a "mudança" a partir de hoje, e verá quanto benefício ela trará para sua alma !
Procure pensar positivo,sorrindo e desejando o bem para as pessoas.
Reze, ore, pense...Assim serás feliz...  
-E lembre-se :
 -A felicidade é um estado da alma !
.............................................
P.S. O Livro "IMITAÇÃO DE CRISTO" pode ser adquirido nas Livrarias das Edições Paulinas de sua cidade.

FELIZ NATAL PARA TODOS !

Texto Original de :Antonio  Luiz Gomes
 Reedição : 19 de dezembro de 2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O MUNDO RUMO AO DESASTRE !

No final dos anos 80' do século passado andei lendo um dos livros do Economista Italiano Aurélio Peccei, que entre outras coisas foi alto funcionário da Fiat na qual trabalhou,
Ele morou até na Argentina e também foi ligado à uma ONG que tratava e ainda trata da natureza e meio ambiente...
- Ele morreu em 1984, mas nos deixou algumas obras importantes nas quais faz sérias previsões sobre o futuro da humanidade, envolvendo ai os temas da economia, do meio ambiente e da  crise econômica e social, já naquele tempo E tudo mais que se relaciona com nosso mundo capitalista, que agora está em uma crise ainda maior . 
E isto ocorre atualmente em vários países,não só no Brasil.
Mas,a bem da verdade,não foi apenas o Aurélio Peccei que vislumbrou um mundo negro,em termos de economia,política, do caos social, e das catástrofes do meio ambiente. 
-Muitos outros previram isto...
Eu acredito que o "círculo" do sistema mundial está se fechando.
Eu diria em síntese que, tudo o que está acontecendo foi "plantado" pelo homem. E agora veio tudo de uma vez, em termos de ruindades,iniquidades,maledicências e  de comportamentos errados do ponto de vista social. E todos começam a dar os frutos... 
Só que estes são frutos do mal.
Suas previsões pessimistas e as de outros cientistas ,economistas e escritores, entre eles um brasileiro chamado Mario Sanches,que escreveu uma interpretação das CENTÚRIAS de  Miguel de Nostradamus,deixaram ensinamentos para todos nós informando que o futuro da humanidade é bem negro .
E digo eu : Se não tiver uma cauda que atalhe todas estas periganças,nosso futuro não será dos melhores não.
Vejam por exemplo o que aconteceu com a água. Ela está faltando em muitos lugares do Brasil, e não mais só no Nordeste,como era antigamente. 
-Lembram da falta de água em São Paulo, no Rio de Janeiro  e até em Minas Gerais, no começo do ano passado (2015) ?
Os rios e os reservatórios foram para o tal de"volume morto". As pessoas começaram a andar com "latas de água na cabeça" como dizia aquela música bem antiga( dos anos 60). 
-A TV mostrou isto durante muitos meses no ano que passou.
Os governantes,que não fizeram o serviço certo na hora certa em anos anteriores, agora aconselharam a fazer economia de água. E estavam multando quem gastasse muita água. 
-Teve gente tomando banho e lavando "as prechecas" e  os"bilaus" com água mineral. 
-Pode isso Arnaldo ?
E agora a notícia de que o Rio São Francisco está secando ?
Os leitores já ouviram que até nos E.U.A. na região da Flórida e da Califórnia está faltando água ? 
-Parece que a seca já andou rondando por lá...
 Estamos no fim. As fontes estão secando.
Por causa da falta de água, as hidrelétricas produzem menos e  a energia está ficando cara demais.Temos de pagar pela utilização das Termoelétricas.
Seria castigo de Deus ou simplesmente a natureza se vingando do comportamento errado dos homens?
E aqui não falo apenas dos comportamentos sexuais ou das maldades, que agora existem em maior quantidade nos corações e mentes dos seres humanos do século XXI. 
Falo aqui do nosso comportamento errado em relação à utilização da própria água e do solo...
-Não estamos cuidando certo do meio ambiente.
-O Meio Ambiente está ficando saturado. Viram como a catástrofe de Mariana(MG) aconteceu: pura negligência e descaso com os seres humanos.Tudo visando apenas o lucro.
A poluição,as catástrofes,inundações,tempestades e até quantidade de raios aumentaram muito nos últimos anos. E isto em vários locais desse nosso mundo chamado de Terra.
-Estaria a Terra ,esgotada de tudo de ruim que já fizemos a ela ?
Ou seria castigo de Deus mesmo,em vista da iniquidade dos homens?...
Observem que a maldade humana aumentou muito nos últimos anos.
Aliás,nos últimos dias os atentados de teroristas e atiradores comuns,loucos com faca, ou coisa parecida, tem tirado o sossego de pessoas no mundo inteiro Até no Japão,onde a criminalidade é baixíssima aconteceu um caso esta semana: 19 mortos à faca por um louco japonês mesmo ! 
Sem falar dos atentados ocorridos na França, Bélgica e Alemnha,nos últimos dois meses.
Nos EUA já virou rotina: vira e mexe um atirador solitário sai abrindo fogo,sem nenhum motivo aparente. E tem ainda os crimes de rascismo,com policiais matando negros aleatoriamente e sendo morto por negros também. Está difícil viver em paz !
-Nunca se viu tanta maldade no mundo com se vê agora. Maldade,promiscuidade e imoralidade ao extremo.
Crimes de todos os tipos e formas estão acontecendo todos os dias. Só que agora em muito maior quantidade: Filhos matam pai e mãe. Mães matando filhos; crimes de vinganças;crimes causados pelas drogas; crimes passionais,e crimes de racismo e de intolerância religiosa...
-E até no trânsito.
-E todos estes tipos de crimes aumentaram em quantidade.
E o mundo continua tendo ainda as guerras. Tal como na Palestina,na Síria, Afeganistão, Líbia ,Nigéria, Líbano e etc. Surgiram os grupos terroristas extremamente maldosos, como "Bokho Haram",e o "Estado Islâmico".E de outros fanáticos religiosos,que estão perseguindo os cristãos e  tirando as pessoas de  bem, já pobres e sofredoras, de suas casas,de seus países. 
Milhares de refugiados e famintos dos países pobres da África e da América Central, estão abandonando suas pátrias e desaguando na Europa e nos E.U.A. e até no Brasil, em busca de  casas e comida. 
A luta agora é pela sobrevivência. E como não fizemos muito pelos pobres do mundo em anos anteriores, agora eles estão vindo para nossas portas.  Vieram cobrar !
- Estão batendo nas portas dos Ricos, dos Egoístas, e  dos bens instalados... 
Os Europeus egoístas e capitalistas por excelência,ignoraram os pobres e miseráveis da Africa e do Oriente Médio,após sugar-lhe o petróleo ,o diamante  e o ouro que tinham... 
-É a fome e a miséria do mundo aumentando a cada dia.
E as doenças oriundas de vírus que surgiram e as que já existiram e aumentaram,como o câncer por exemplo?...
Isso sem falar nestas novas epidemias de dengue,zica-vírus,chicungunha ,etc.
-E estes casos de microcefalia ? Já tem gente na Europa e Estados Unidos com tais problemas.  
-O que fazer agora? 
O mundo inteiro está ficando contaminado. Muita gente vai morrer por estas novas doenças, se não aparecerem vacinas milagrosas...
A misérias e os pobres do mundo inteiro estão aumentando.

E os pobres e refugiados do mundo estão indo de mudança para países ricos da Europa, que não os querem por lá. 
Esse é um problema de todos, e que não se pode ocultar.
E esse êxodo humano do século XXI pode mudar até mesmo mapa da Europa,tal a influência que terá no velho mundo,se não houver uma maior conscientização dos governantes, no sentido de amparar os sofridos imigrantes, forçados pela fome e pela guerra em seus países de origem...
E a maldade dos seres humanos também aumentou muito nos últimos anos.
E tudo isto está acontecendo de uma só vez e ao mesmo tempo, neste século. 

-Nos últimos dez anos.
Estaríamos todos mesmo à beira de um colapso total?
-É o Mundo rumo ao desastre, como li uma vez?
-Ou estaria o Diabo tomando conta do Mundo,como alguns dizem ?
Eu,por mais otimista que  tenha sido até hoje,vejo agora muita "escuridão" no final do túnel.
Parece que a Luz do Mundo está apagando...
-Seria apenas uma crise econômica mundial ?
-Ou seria a vitória do Mal contra o Bem, agora de forma inversa, à do "maniqueísmo" contado nas histórias infantis, desde os tempos dos Irmãos Grimm?
- Enfim, seria o Fim do Mundo mesmo ?
Não que eu esteja sendo pessimista demais. Estas são verdades do mundo atual.
 Eu penso assim :
-O Mundo está caminhando rumo ao desastre mesmo !
Tirem suas conclusões...

" UMA CRENÇA EM UMA FONTE SOBRENATURAL DO MAL NÃO É NECESSÁRIA. OS HOMENS POR SI MESMOS,SÃO CAPAZES DE TODAS AS MALDADES "  (Joseph Conrad - Escritor ).

 Texto Original de : A.G. 
 Reedição: 12 de dezembro de 2016.


sábado, 10 de dezembro de 2016

MÚSICAS DE NATAL TOCADAS E CANTADAS ! (I LOVE CHRISTMAS MUSIC) 75 MINUTOS DE BOA MÚSICA !

O "ESPÍRITO NATALINO " ESTÁ NO AR !

A cada ano,quando chegamos nos finais de novembro, e começo de dezembro,já nos preparamos para celebrar a maior festa de todo o mundo : O Natal !
É uma festa sem igual. A maioria das festas duram um, dois ou três dias,no máximo. O Natal dura mais de um mês !E nós já sentimos o "espírito natalino" a partir deste dia 15 de novembro,quando começamos a armar as árvores de Natal !
Durante este período são bilhões de pessoas em todo mundo que se preocupam em decorar suas casas,utilizando luzes,bolas coloridas e árvores de natal,sejam elas de madeira ,plástico ou  de outros artefatos. 
O importante é ter a harmonia e o brilho dessa ocasião impar  em nossas casas! E que se espalha também pelas ruas,prédios Igrejas,etc.
E também é a época de preparar as ceias especiais,comer coisas gostosas,alegrar as crianças.
E é a época de comprar presentes,assistir cerimônias religiosas especiais,como cantatas, corais ,e reuniões familiares em muitos dos dias que antecedem o Natal. 
É ainda  uma época bonita, quando as músicas são diferentes,as pessoas ficam mais contentes e todos esperam um ano novo melhor. A esperança de dias melhores renasce  neste período do ano!
E tirando toda a festa comercial,há,por certo,um clima espiritual diferente no ar. Todos querem ser solidários. Há um interesse maior em ajudar o próximo...
Tudo é diferente,até nos programas de televisão.
E as viagens se repetem em todo o mundo,com pessoas indo para todos os lugares,não só pelo passeio,mas também para encontrar parente e amigos.A confraternização é geral.
Muitos romances começam nesta época !
Fica claro que o brilho,o clima e os sons do Natal se espalham por toda parte.
Portanto,quando chega o tempo do Natal,não dá para ignorar todas estas mudanças !
Contudo há um "motivo" maior para tudo isso: o nascimento de um menino pobre há mais de dois mil anos atrás... Seu nome: Jesus Cristo.
Só mesmo um fato como este para poder transformar tudo e para ter a importância de alterar um período do ano,praticamente em quase  todas as cidades do mundo.
A comemoração do nascimento de Jesus Cristo é a única festa mundial que tem o dom de causar mudanças em todas as cidades do mundo,desde Tóquio,no Japão até na longíqua cidade de Belém,onde realmente tudo começou !
Tavez muito de nós não tenha atentado para este fato. Quando estamos marcando alguma data no calendário,estamos levando em conta o nascimento de Jesus,pois foi a partir do nascimento Dele que a história  dividiu nosso calendário. Isto porque cada evento histórico que hoje mencionamos é contado em datas de antes e depois do aparecimento do nosso Salvador. 
Este ano de 2016 é contato,portanto,a partir do nascimento de Jesus Cristo. Dizemos aqui no Brasil "a partir da Era Cristã". Ou "d.C". Ou seja, depois de Cristo... 
E quando mencionamos fatos e acontecimentos antes do nascimento Dele, dizemo a.C (antes de Cristo.). É assim no mundo inteiro que se utiliza dos Calendários feitos a partir dos Romanos. Os judeus têm outra contagem,mas não ignoram o nascimento de Cristo.
O próprio Cristo era judeu,mas veio para mudar tudo e criar uma nova religião,ou um novo modo de viver e entender as coias :o Cristianismo.
O Natal é, pois, uma época de alegrias. De comemorações. De orações !
Claro que não é assim para algumas pessoas. Estas se sentem tristes,solitárias e ,às veze,é uma época de  relembrar entes queridos que se foram, e até começar uma depressão. Isto porque a pessoa não tem Deus em seu coração.
Estas são pessoas tristes,sem muito a comemorar.
No entanto,sejam quais forem as nossas experiências,ou até mesmo o nosso grau de fé,esse novo ambiente social e cultural de fim de ano em que vivemos,essa época de Natal,nos traz sempre o melhor presente que poderíamos receber. 
O espírito do Natal nos traz a melhor notícia que podemos anunciar no mundo de hoje. Ou seja, o que Deus tem de melhor para cada um de nós: a conversão e o reconhecimento de que nada pode mudar mais a nossa vida do que os ensinamento deixados pelo nosso Salvador : Jesus Cristo.
Este sim é o verdadeiro motivo do Natal. Muito maior do que as luzes das ruas, os luminosos da Coca Cola, dos sinos tocando ou de "Papais Noéis" coloridos de vermelho e branco,em seus trenós .
O verdadeiro sentido do Natal é a a busca pela paz. E a paz é a suprema aspiração do Homem.
Não devemos nos esquecer : por trás de todos estes símbolos comerciais e fraternais do Natal, se esconde o verdadeiro sentido de tudo: as verdades bíblicas muito mais profundas, capazes de mudar,de trasnformar nossa vida aqui na Terra. E não apenas isto, a nossa vida que ainda virá por toda a eternidade,pois o nosso espírito permanecerá vivo na Pátria Espiritual,onde não há guerras,nem diferenças sociais.
Não foi por acaso que chegamos a mais este Natal,depois de tudo o que ocorreu até agora.
Em verdade,Deus vem preparando este momento há muito tempo. E por isso tudo é que cada Natal é um momento único em nossas vidas. É hora de recomeçar ! Hora de reflexão,sobre o que fizemos de nossas vidas até agora.
Pare a sua correria do dia a dia. Dê mais um tempo para Deus !
 Releia as palavras do Novo Testamento Veja que mundo novo há para você.
As festas de Natal são apenas um pretexto,talvez até uma data comercial,ou de aumentar nossos laços de amizade. No entanto, o "espírito" do Natal é um motivo muito maior,muito além de tudo isso,pois ele nos relembra da importância que deve ter em nossas vidas as palavras deixadass pelo Mestre JESUS. 
O FILHO DE DEUS !
A festa do Natal dever ser em nossos corações, e toda a honra e glória de tudo o que fizermos  nesta data deve ser para Ele !
O verdadeiro aniversariante.
Pensem nisto !
..............................................

Texto original de :Antônio L. Gomes  
Reedição :10 de dezembro de 2016.


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

"Anjo de Vidro" Filme Com Tema Espiritual -Com: Susan Sarandom ,Robin Willians,Paul Walker( de Velozes e Furiosos) e Penolope Cruz - Legendado em Português (BR).

TELEJORNAIS DE GOIÂNIA(GOIÁS) SÃO BONS PARA CACHORROS !


​Como sou interessado em telejornais, sempre que estou em casa fico vendo, principalmente na hora do almoço, os telejornais, inclusive mudando de canais nos intervalos dos telejornais, na hora das propagandas, para ter mais informações sobre tudo. E com o controle remoto na mão, passo de um canal para outro, vendo as notícias dos Canais de TV de Goiânia, GO. Assim vejo quase que simultaneamente os Canais 04,11,09 e 02, principalmente. Só que não há muita diferença das notícias de um e de outro, pois parece que a pauta dos jornalistas das TVs de Goiânia são praticamente as mesmas: Ruas esburacadas, lixo nas ruas; problemas de árvores caídas na época das chuvas; bairros sem asfalto; falta de médicos nos cais, e impreterivelmente, notícias sobre cachorros desaparecidos. Como esse povo gosta de cachorros! Tem em todos os Canais, todos os dias o espaço destinado aos cães sumidos, roubados e encontrados. É um verdadeiro horário dos cachorros na TV, o horário dos telejornais goianos. Seria falta de assunto ou porque o povo quer ver mesmo estes cães na TV?
Nada tenho contra os cachorros. Até já lati um dia, imitando um destes bichos, para espantar ladrões. A coisa estava feia lá em casa nesta época. Só que agora se vê que as pessoas estão dando um exagerado aos cães. Tem gente que chora quando seu cachorrinho é roubado ou quando desaparece. E faz pedidos emocionados para que achem seus cãezinhos desaparecidos. E a TV dá muito espaço a estas pessoas e seus cachorros. A TV passou a ser uma vitrine dos cachorros. Tem cachorro de todas as raças e de todos os gostos 
E esses cães estão sendo roubados mesmo, todos os dias. Então, a partir da hora em que se passou a dar um valor comercial aos bichos, que antes eles não tinham. Daí surgiram os ladrões, pois há um comércio paralelo de compra de cachorros roubados. Goiânia está cheio de ladrões!  E de cachorros, claro!
Tem muita gente criando cachorros como se estes fossem seus filhos...E muitas casas tendo cachorros com valor comercial.
Com isso aumentou muito as notícias de cães desparecidos, roubados, etc. Tem ladrão até fazendo extorsão, utilizando o cachorro roubado como moeda de troca.
Há notícias até de recompensas para quem encontrar cachorros roubados e desaparecidos. Já pensei até em montar uma microempresa para poder encontrar cachorros e entregar aos donos, mediante uma pequena recompensa. Esta minha "firminha" se chamaria "Dog Rescue", pois agora tudo tem de ser em inglês por aqui, senão não faz sucesso.
Fora disso, estou emitindo esta minha opinião, porque fico admirado com o excesso de espaço que todas os canais de TV de Goiânia estão dando aos cachorros. Principalmente nos telejornais. É um jornalismo bom para cachorros, eu diria.
E de tanto ver a TV Anhanguera, A Serra Dourada, A Record e até a TV Goiânia mostrando estas reportagens com cachorros, resolvi escrever esta Crônica. 
Espero que os cães não fiquem com raiva de mim. Nem seus donos. E nem os jornalistas televisivos de Goiânia, claro!
Afinal de contas os cachorros agora estão com tudo aqui em Goiânia. Principalmente nos Canais de TV de nossa Capital.
 Saudações caninas: 

AU, AU, AU !

Reedição : 09 de dezembro de 2016 .