terça-feira, 9 de dezembro de 2014

"Que Mistério Tem Clarice ?" CAETANO VELOSO


CLARICE LISPECTOR (Homenagem).

Hoje homenageamos a  Escritora e Jornalista (Cronista, Romancista e Contista) Clarice Lispector.
Clarice nasceu em Tchetchelnik, Ucrânia,em 10 de dezembro de 1920. De origem judaica,seu nome original era Haia Pinkhasovna Lispector. Ela chegou ao Brasil com poucos meses de idade,após sua família fugir da Ucrânia por causa da Guerra Civil Russa (1818-1921). Ela sempre dizia que sua verdadeira pátria era o Brasil.
Inicialmente Clarice e sua família foram morar em Maceió,Alagoas,por causa de um primo de seu pai que já estava morando lá. Depois se mudaram para Recife,Pernambuco,que na época era a principal cidade do Nordeste. Parte de sua infância Clarice morou no Bairro de Boa Vista,em Recife.
Em 1930,pouco antes dela completar dez anos de idade, sua mãe faleceu. 
E entre 1932 a 1934,Clarice estudou no"Ginásio Pernambucano",de Recife.
Em 1935,seu pai resolveu se mudar para o Rio de Janeiro,em busca de melhora para a família. Uma irmã de Clarice conseguiu um emprego em um Ministério,por influência do Político Aghamenom Magalhães,que  viria a ser depois, Governador de Pernambuco.
Por iniciativa de seu pai,todos mudaram de nome,com exceção da irmã Tânia. O próprio pai de Clarice,que se chamava Pinkouss, passou a se chamar Pedro.
Clarice estudou, inicialmente em uma Escola Primária,na Tijuca. E em outros colégios públicos até se preparar para a Faculdade de Direito,na antiga UNB, sediada no Rio de Janeiro. Nesta, ela entrou em 1939 ,e contrariada com as teses dos professores,utilizava como escape, escrever. Então,em 1940,antes de completar 20 anos de idade,escreveu seu primeiro conto,publicado na Revista "PAN".
Pouco tempo depois morre seu pai. Com isso,contrariada,Clarice se afasta da Religião Judáica. Em 1943 estreou no romance com a obra "Perto do Coração Selvagem", pelo qual ganhou o prêmio Graça Aranha,e o elogio da crítica.
E tempos depois conseguiu emprego na Agência Nacional . 
Lá conheceu o Escritor Lúcio Cardoso,por quem se apaixonou.Mas não foi correspondida,pois ele era homossexual ! 
-Contudo,ficou sendo amiga íntima dele.
Em 1943,no mesmo ano de sua formatura no Curso de Direito,Clarice se casou com  seu colega de faculdade, Maury Gurgel Valente,que, anos mais tarde viria a ser o pai de seus dois filhos.
Este seu marido passou no Concurso para o Ministério das Relações Exteriores (Diplomacia) e com isso Clarice viajou muito. Foi morar com ele , inicialmente, na Itália. E assim,em 1944/45,em pleno auge da Segunda Gerra Mundial,ela como esposa de Diplomata que era, serviu como Voluntária junto ao"Corpo de Enfermagem" da F.E.B-Força Expedicionária Brasileira,em Nápoles, Itália..
De volta ao Brasil,em 1946,publicou a obra "O Lustre"
Depois,por causa do trabalho de seu marido,morou na Suiça, nos Estados Unidos e na Inglaterra.
Em 10/08/1948, na Suiça, nasceu seu primeiro filho,de nome Pedro. Que anos depois apresentaria sintomas de esquisofrenia e ela se sentia culpada por isso....
Em 10/02/1953,nasceria seu segundo filho, Paulo, na cidade de Washington-D.C.(Estados Unidos da América). Em 1959,Clarice se separou de seu marido Diplomata que ficou residindo na Europa. Ela veio morar no Leme, Rio de Janeiro,com seus dois filhos....
E então se dedicou a escrever mais ainda. Mas, algumas pessoas a achavam estranha,e havia muito misticismo sobre sua figura. Escrevia para o Correio da Manhã utilizando o pseudônimo de Helen Palmer. 
-E colaborava com outros jornais cariocas.
Em 1964 publica a Coletânea de Contos intitulada " A Legião Estrangeira" . Nesta obra e no Livro "Laços de Família", de 1972, evidencia-se o melhor da prosa da autora.
Porém,em setembro de 1966,ao dormir com um cigarro aceso na mão,provoca um incêndio no quarto em que dormia, o que a levaria para o Hospital,onde ficaria internada por dois meses.
Recuperada,continuou a escrever Contos e publicar Livros,que ficariam conhecidos.
Em 1977,pouco tempo depois da publicação de seu livro " A Hora da Estrela",foi hospitalizada com câncer no ovário. Mesmo internada,ditava seus escritos à amiga  Olga Borelli.
Clarice faleceu em 09 de dezembro de 1977, um dia antes de completar 57 anos de idade,já que nascera no dia 10 de dezembro de 1920 (Na Barsa essa data está errada,constando como 1925 o ano de seu nascimento).
 Então está errada,tal data, pois não "bate" com a época da Guerra Civil na Rússia, que foi a causa de sua família vir para o Brasil)....
Em 11 de dezembro de 1977,Clarice foi enterrada no Hospital Israelita do "Caju"  na cidade do Rio de Janeiro.
Entre seus amigos escritores e jornalistas destacam-se : Fernando Sabino, Lúcio Cardoso, Rubem Braga e Samuel Wainer.
Clarice deixou seu nome para a Literatura Brasileira. 
-Muitos reescrevem suas frases. E suas obras são vendidas até hoje. E lidas por milhares de pessoas.
Entre outras obras suas incluem-se : "A Cidade Sitiada" de 1949; "Uma Aprendizagem,ou o Livro dos Prazeres" de 1969; " A Imitação da Rosa", de 1973;  " A Via Crucis do Corpo", de 1974;  " A Hora da Estrela",de 1977.
E finalmente, as obras : "Para não Esquecer", e "A Bela e a Fera",que segundo consta na Enciclopédia Barsa, teriam sido publicadas em 1978 e 1979 ,respetivamente.
E pergunto eu:
 - Publicadas após a morte da Autora ?
Autora esta que é a excelente escritora e "misteriosa" Clarice !
E eu indago :
-Sua própria história não daria um livro ?
- Ou um filme ?

Texto e Compilação A.G.

Fonte: Enciclopédia  Barsa (Volume 10) e Wilkipedia (Internet))
09 de dezembro de 2014