segunda-feira, 5 de setembro de 2011

IGREJA,RELIGIÃO E DINHEIRO.

Ouví e ví na televisão,neste último sábado dia 03 de setembro ,que as Igrejas da Europa estão dando lugar à bibliotecas,casas de shows e outras finalidades. Templos Católicos e da Igreja Anglicana estão sendo vendidos,e estão dando lugar à empresas,hotéis,estúdios de som,etc.. (Ver vídeo acima).
- Seria mais um "sinal dos tempos" ou a força do Poder do Dinheiro, ou  da Especulação Imobiliária ?
Igrejas milenares estão sendo destruídas ou modificadas,para dar lugar a outras atividades,porque não estavam mais tendo fiéis suficientes para mantê-las.É uma pena uma notícia destas,pois nos mostra que o povo europeu está desistindo de ir às Igrejas, de contribuir com as Arquidioceses que as administram, que mantêm os Templos.Estão desistindo da vida em comunidade,das ligações de amizade familiar,incentivada pelas paróquias. Algumas pessoas estariam desitindo da religião,dos compromissos como as solenidades e ritos religiosos,em troca de lazer,passeios e outros coisas do mundo. Do mundano,eu diria.
Ou acham que não mais precisam de ir às Igrejas ? Estariam renegando os sacramentos da Igreja ?
-Ou seria esta mais uma prova do egocentrismo e do individualismo mundial,onde as pessoas  trabalham,ganham dinheiro, e depois se isolam,querendo apenas conforto e solidão ,com apartamentos e cachorros,onde a vida humana, as crianças e o futuro da humanidade não mais as  importassem?
-Ou querem um Deus só para eles também ? Aí seria egoísmo demais...
Um Padre inglês chegou a dizer que "As pessoas ainda  acreditam em Deus,mas não estão indo às Igrejas.." Isto é muito ruim,pois significa o descrédito quanto às religiões,pelos administradores destas denominações,dirigidas por  homens e mulheres,que estão perdendo a credibilidade.
E a falta de credibilidade na Igreja, principalmente na Católica,nos últimos dez anos,vem do próprio comportamento de alguns padres e religiosos,que não deram o bom exemplo. Tem a pedofilia,a corrupção e até mortes envolvendo padres.Há notícias até de roubo do dinheiro da Igreja. E roubos praticados por padres. Como dizem popularmente :" É o fim do mundo!"
Esta questão da pedofilia, é mais acentuada e denunciada na Europa e Estados Unidos.Tudo isto contribuiu para o afastamento das pessoas,que passam a duvidar dos ensinamentos destes Religiosos. Em consequência,os fiéis vão se afastando das Igrejas.
Eu,por meu lado já fiz a minha crônica sobre estes assunto ,publicada neste mesmo Blog em 23 de abril de 2010,cujo título é : "Sobres Padres,Igreja,Pedofilia,etc" . E tenho a minha opinião de que Deus está acima de todos os nossos pecados,ou de qualquer denominação religiosa.
O erro maior das pessoas,durante muito tempo,foi acreditar que Padres,Bispo e Cardeais e até Papas ,fossem santos. Alguns conseguem ter esta santidade, que fica provada depois  de mortos,mas são poucos. Todos são homens,comedores de feijão e arroz ,como eu. Apenas se dispuseram a trabalhar para Igreja,ou para a causa da Igreja,da Fé e dos menos favorecidos. Tentam imitar Cristo. Alguns conseguem...
Há erros e pecadores em todas as religiões. Quanto ao problema de conduta sexual dos padres,eu não posso julgá-los, pois o sexo,é o "pecado" de todos nós. Sou a favor dos padres se casarem,como ocorre na Igreja Anglicana. Pelo menos,para os que querem, fica mais fácil fugir do pecado ou crime da pedofilia ou do homossexualismo (ver Romanos, na Bíblia).
Há, ainda, o interesse pelo dinheiro,e o apego demasiado a ele por muitos de nós. Uns  deixam de ir à igreja para não ter que dar o dízimo. Outros doam,porém,com o objetivo  de receber mais. Como se Deus fizesse "negócios" ou acordos com os homens.
Ai seria a Teoria da Prosperidade,defendida por alguns Pastores,de algumas Igrejas. Mas,neste caso, quem  recebe tais doações, faz uso indevido deste dinheiro. Tem coisa pior do que ver uma Igreja Universal do Reino de Deus que é proprietária de uma Emissora de Televisão (Record) e esta se prestar a financiar e exibir um programa como "A Fazenda" ?  Um programa que difunde a prostituição.
Dá para acreditar em princípios e objetivos religiosos de uma Igreja destas,que só visa o dinheiro? E de outros pseudo-pastores, como o mostrado na mesma televisão Record ontem,dia 04/09 ,onde um tal de Pastor Aldo Bertoni,um senhor já de idade,que vivia  a molestar suas fiéis seguidoras,em São Paulo. Nem sei o nome da "Igreja" dele.
Acho que estas Igrejas objetivam ,única e exclusivamente angariar o dinheiro de seus "clientes" (que se dizem fiéis). No final das contas,quem se beneficia mesmo são os tais  "Bispos" e seus apaniguados.
E há o excesso de exibicionismo de alguns padres cantores,que viraram astros da TV e deixam de evangelizar,por causa do assédio e da idolatria. Alguns não são mais Padres,são ídolos da música e da mídia.
Fica devendo uma satisfação a nós ,Católicos, a omissão da própria Igreja, ao não proibir estes excessos.
Aqui,no Brasil ,contudo , há  muitas  Igrejas voltadas para a Evangelização.  E segmentos da própria Igreja Católica que fazem um trabalho digno, sério ,como o da Radio e TV Aparecida,(São Paulo) a TV Canção Nova(São Paulo,e algumas outras cidades), a Basílica de Trindade- Goiás, a Rede Vida de Televisão(em todo o Brasil), e a Igreja Sagrada Família e a TV UCG de Goiânia,GO, entre outras. E  outras paróquias que trabalham em prol da família ,e que ainda mantém os fiéis indo ás Igrejas. Além de um trabalho social de ajuda aos necessitados. Há muitas Paróquias que fazem um bom trabalho evangelizador,no Brasil...
Não chego a ficar totalmente descrente e triste com esta notícia do fechamento de Igrejas,pois o fenômeno é maior na Europa e nos  Estados Unidos, onde estão diminuindo o público das Igrejas,principalmente nas Igrejas Católicas e Anglicana. Isto porque estes países estão em decadência moral há muito tempo.Mas já estou sabendo de Evangélicos não-praticantes,ou seja,aqueles que seguem os princípios bíblicos mas não frequentam as Igrejas. É também um fenômeno novo para eles,mas está acontecendo. Isto foi demonstrado até na pesquisa do IBGE,pois já acontece aqui no Brasil,também.
Seria preguiça dos seguidores desta ou daquela religião? Ou seria "pão-durágem",mesquinheza ou avareza: não ir à Igreja para não se comprometer financeiramente. Acho que nem um caso e nem outro. Prefiro acreditar que as pessoas perderam a credibilidade nos homens que dirigem as Igrejas,as denominações .Ou que estão muito preocupados e interessados em "coisas" do mundo.
 Mas,graças a Deus, aumentam a cada dia o número de Cristãos,como eu, que embora não sejam dos melhores, não deixo de acreditar em Deus, e seguir seus ensinamentos,e defendo que temos que observar,pelo menos,os ditames dos Dez Mandamentos. 
 E sou membro da AFIPE, aqui de Goiás,que está crescendo e é muito bem administrada pela Basílica do Divino Pai Eterno,em Trindade,Goiás,dirigida muito bem pelo Padre Robson Oliveira. Este,e outros que o ajudam, irão construir uma Igreja ainda maior,nos próximos anos. Isto porque está aumentando a cada dia o número de romeiros e fiéis que vão à Trindade,GO
E defendo a ideia de que  ajudar o próximo, ainda é uma forma de realizar a obra de Deus.
Afinal,Religiões,Igrejas e Templos,são coisas dos homens..Importante é o desenvolvimento ou evolução espiritual do ser humano...
Importante mesmo é ser Cristão e ter fé...

ALG 05 de setembro de 2011.