sábado, 23 de abril de 2011

SUPREMO APÊLO

Nestes últimos três dias,como de costume,fiquei,pensando,meditando e  "arrumando" as coisas em casa. Principalmente os papéis,os livros,e outras "relíquias" do meu alfarrábio. Livros e papéis que sempre penso em me livrar deles,mas na hora da faxina,da arrumação,não tenho corágem de "dispensá-los".
Entre estes,encontrei um livro no qual estudei ainda quando era bem jóvem,eu diria criança mesmo,dos tempos do 1º grau .
 É um pequeno Livro de Português(literatura,gramática e redação de nossa língua-mãe).
 E este livro,cujo título de capa é "Como Falar e Como Escrever" (nem sei se aprendí tanto), da editora IBEP,numa edição lá dos anos 70,e cuja capa já não existe mais.
E este é  um dos livros  dos quais  não tive corágem de me desfazer....
A propósito,como estamos vivendo ainda os dias da Paixão de Cristo e concluindo a Páscoa,achei nele um Poema (soneto completo), que vale a pena transcrever, por ser o texto muito atual...
Então vejamos :

                 SUPREMO APÊLO

Jesus ! Alçaste a voz no Sermão da Montanha,
Pregando o Amor e a Paz entre os homens da Terra,
E imolaste-te à dor da morte mais estranha
Para remir o mal que o mal da vida encerra.

Mas de que,enfim, serviu agonia tamanha,
Se ainda hoje a Alma através de tantos anos,erra,
Prêsa da atra impulsão das más paixões em sanha
E se desvaira assim no tripúdio da guerra !

Jesus! Em vão pregaste a Sagrada Doutrina !
E o mundo é o que se vê - um "ciclone maldito"
De ódios e de ambições que tudo envolve e arrruína.....

Jesus ,piedade ! Ao mundo abre horizontes novos,
Faze baixar do Céu,teu influxo bendito
E aclara,como um sol, a consciência dos povos !

 ( Autor: Mário Linhares  .  Da obra -"Poesias" )