quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

VÍDEO -GOIÁS NO CARNAVAL : Caprichosos de Pilares- Carnaval 2001 - SAMBA -ENREDO : "Goiás: Um Sonho de Amor no Coração do Brasil"...

HISTÓRIA DO CARNAVAL -GOIÁS NO CARNAVAL DO RIO DE JANEIRO - "GOIÁS ,UM SONHO DE AMOR NO CORAÇÃO DO BRASIL"

Não sei se já escrevi sobre este tema nestes anos que tenho este blog. Acho que não. Mas, posso afirmar com certeza de que não é uma festa que me atraia. Me lembro que fui em festas de carnaval em duas ocasiões, e nas duas teve bagunça,problemas sérios.
 -Não fui mais.
Quando era bem jovem,menino ainda,me lembro do meu pai "brincando" o carnaval,em duas ocasiões,lá no Nordeste.
Nas duas vezes vi ele chegar todo sujo de pó ,em casa.(Era pó, talco,não o que muitos possam pensar).
 Além disso, aqui em Goiânia não há muito clima para carnaval,e quase nem há carnaval de rua, praticamente. 
E a maioria das pessoas saem muito para cidades do interior,numa espécie de fuga e para beber,fazer arruaças,pular. A bebedeira é geral.
-Fazem muitas besteiras,das quais se arrependem depois. 
Há crimes de todos os tipos neste período. Muitos irão morrer em acidentes,de susto,de bala ou de vício.
- O que é uma pena. 
Poderiam tirar este período para descansar,para repensarem a vida. 
-Para uma introspecção.
Meditar, Ler,Fazer Retiros Espirituais,talvez....
 Se fosse para ver, visitar ou apreciar,eu iria ver o Carnaval de Olinda-PE, pelo menos é fiel às tradições e se trata mesmo de uma festa cultural. Não tem tanta bagunça como é no Rio de Janeiro ou na  Bahia. 
-Mas este ano não posso ir...
-Quem sabe no próximo!
De qualquer forma,é um bom período de uns cinco dias seguidos para descansar,fazer outras coisas.
 E é o que faço sempre e o que vou fazer neste Carnaval. 
-Talvez veja alguma coisa na TV, por curiosidade. Mas não os desfiles todos. É tudo muito igual e cansativo. viu,viu todos.
Porém, a título de curiosidade,para os meus amigos e amigas blogueiras,coloco abaixo a Letra do Samba-Enredo da Escola de Samba CAPRICHOSOS DE PILARES, do Rio de Janeiro, que em  2001  ,ou por querer homenagear Goiás,ou porque recebeu dinheiro do Governo para tal, fez esta boa letra que agora transcrevo, tal qual encontrei em um jornal da época :

Samba-Enredo :

"GOIÁS,UM SONHO DE AMOR NO CORAÇÃO DO BRASIL "
Autoria de : Jorge 101, Gule e Lequinho. Interpretada, na época, por Jackson Martins.

" No carnaval,
O cupido me flechou
Fui procurar a Bela que me conquistou
A esmeralda do teu olhar reluziu
Brilha meu conto de fadas,
No coração do Brasil.
Diabo Velho se lançou em busca do ouro,
Os Carajás não revelaram o tesouro:
Ametista,Turmalina...
A ,mão divina concebeu as riquezas naturais:
Cenário de beleza é o Araguaia,
Onde a natureza ensaia encontros de amor e paz.
Doce é repousar em Caldas Novas,
Onde a vida se renova em suas fontes termais.
Esse amor é o meu destino,
Salve a festa do Divino...
Na Cavalhada a luta do Bem contra o Mal,
Apaixonado eu brinquei seu Carnaval.

Goiás,
Dos grãos e das flores,
Poemas e Amores,
Sertaneja canção.
Paixão,seu paladar sedutor,
Me fez sonhar e acreditar que existe amor.
A Profecia amanheceu no paraíso...
Eu já tenho os 4 elementos que preciso...

( REFRÃO) 
Procurei, encontrei minha Morena
Caprichei,agora eu sei,valeu a pena,
Te quero muito amor,somos iguais,
Sou Caprichosos,sou amor e sou Goiás "
....................................................................

NOTA: Como este samba é bom e a letra bem rimada,por quê não repetir este samba-enredo nos próximos carnavais,como algumas escolas de samba já fizeram. Seria bom o Governo de Goiás,através de sua Secretaria de Turismo pensar nisso. Quem sabe,se uma parceria entre esta Secretaria e uma Escola de Samba do Rio pudesse repetir este samba enredo na Avenida Marquês de Sapucaí ?
P.S. -Segundo eu soube depois, o puxador do Samba, de nome Jacksom Martins,que aparece no vídeo,morreu,assassinado ,num suposto roubo de carro,no Rio  de  Janeiro ,infelizmente.
.................................................
VEJA E OUÇA O VÍDEO ACIMA COM A Música/Samba Enredo.

Texto Original :A.G.
Reedição 23 de fevereiro de 2017

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

4 X 3 É IGUAL A 12 . E 3 X 4, É IGUAL A 11 ?

Quando eu estudava ainda no Ensino Fundamental (que na época era 5ª série do antigo Curso Ginasial) ,numa Escola denominada Escola Técnica de Comércio,em Goiânia,GO,eu tive uma turma de colegas interessantes,entre meninos e meninas.
Éramos todos adolescentes entre 11 e 14 anos de idade,(muitos de nós crianças ainda) e eu,por ter me atrasado nos estudos devido às mudanças de cidades que fiz junto com minha família,mesmo já estando prestes a completar 14 anos,eu ainda estava nesta tal 5 ª série do Ensino dito hoje fundamental. 
A maioria de meus colegas,meninos e meninas,eram mais novos que eu.
Neste determinado ano em que cursei a 5ª série do chamado 1º grau,(hoje dizem 1ª fase do ensino fundamental)foi o único ano de minha vida que eu estudei em escola particular paga. Meu pai,meio a contra-gosto,pagava as mensalidades,mas sempre me dizia que eu deveria ir para a Escola Pública. 
Nesse tempo,muitos queriam fazer o tal Exame de Admissão para um bom Colégio Estadual que tinha em Goiânia,GO,onde eu morava na época. E ele,o meu pai,me incentivava a entrar nesse Colégio,considerado "top" entre os professores e estudantes da época. 
Eram três as escolas da moda na época em Goiânia :  O Liceu de Goiânia; A Escola Técnica Federal e o Colégio Pedro Gomes,no bairro de Campinas,mais perto de onde eu morava com minha família, e onde eu viria a estudar depois.
Meu pai,mesmo sendo comerciante,não gostava de pagar mensalidade escolar para mim. Ele não deixou minhas irmãs  estudarem (uma mais velha e outra mais nova que eu). 
Ele dizia que moças eram para casar e na Escola iriam só namorar !
Mas,nesta deteminada Escola onde estudei, a Escola Técnica de Comércio de Campinas,Goiânia,GO, eu tinha umas colegas bem bonitas e interessantes. E uns colegas meninos, custosos. Me lembro da Águida,da Cristina(lourinha),da Ana, da Marlene,  da Antônia e da Cecília Chaves(que era uma moreninha bonita de uns 12 anos que quase foi minha namorada e morava bem perto de minha casa), entre outras.
E também de Colegas meninos, como o Anfilóquio, o Vagner,o Lourival...e de um colega especial,brincalhão, que era o Antônio Alberto Medrado. 
-Este era bem custoso. Magrelo,engraçado ! 
E tinha também um professor engraçado,que dava aulas até cantando, o Prof Arnóbio, que havia sido ex-seminarista e que deixou a batina,se casou e virou professor. Era um de nossos professores nesta Escola tradicional do bairro de Campinas.
Numa certa ocasião em que ele nos ensinava matemática,( naquele tempo tinha ainda as tabuadas e as provas orais) ,este professor,fazendo uma revisão de tudo que tínhamos aprendido até então,fez de supetão, numa aula normal,uma prova oral com todos os alunos.
Neste dia ele pôs os alunos a fazerem contas,equações e demais cálculos no quadro também, ou simplesmente perguntou coisas primárias da matémática, como a multiplicação,a soma, a divisão,etc. 
Era uma revisão geral,para nos ajudar a fazer o tal Exame de Admissão, que iríamos fazer para poder entrar num outro Colégio. Como eu fiz,alías. 
-Fiz e passei !
E numa destas "provas" orais, esse Prof. Arnóbio foi até o meu colega Antonio Alberto Medrado e lhe perguntou :
-"Medrado,quanto é 4 X 3 ? "
Ao que o Medrado respondeu:
-"É claro que é 12 ,professor !"
E em seguida,para testar ainda mais o meu colega de classe,o Prof. Arnóbio perguntou:
-" E 3 X 4 " ,quanto é ?"
Então,para espanto de todos na sala,o Medrado disse,em alto e bom som, que "3 X 4 era igual a 11,pois o primeiro número é menor em uma unidade e por isso o resultado da multiplicação diminuía também em uma unidade". 
-Ou seja, para o meu colega de classe,o Medrado, 4 X 3 era = 12. porém, 3X 4 era = 11 .
Todos riram.Uns fizeram o tal "bulling" com ele,chamando-o de burro,etc. Nada agressivo demais. 
E o professor Arnóbio,baiano,baixinho e engraçado,que até cantava na sala de aula para nos facilitar o entendimento da matemática,ficou louco. Gritou,berrou : 
-" Não é possível uma coisa destas Medrado ?" 
-Ele falou para todos ouvirem.
E concluiu:
 -"Será que eu ensinei errado ?"
Logo ele, que era um bom professor e achava que tinha passado bem os ensinamentos para todos nós ?
Passado esse momento de espanto e nervosismo e questionando por mais de uma vez se o aluno Medrado estava certo de suas respostas, o Prof.Arnóbio passou uma espécie de "castigo" para esse meu colega: Ele teria de escrever 2 mil vezes aquela operação matémática. Só que tinha de fazer com o resultado certo.
Ou seja,o Medrado teria de escrever,em folhas de papéis pautados ,as duas operações : 3 X 4 = a 12  E que 3 X 4 = a 12. Também. 
Pois, afinal de contas isso é o certo. Esse é o resultado certo !
E o Medrado,para não ser reprovado fez o castigo,ou seja, a "tarefa" determinada pelo Prof. Arnóbio. 
No dia em que o Medrado entregou o "trabalho" ,com tais operações matemáticas feitas à mão , e estando o Prof. Arnóbio com estas folhas  em  mãos, disse :
-"Então Medrado, agora você aprendeu  que tanto 4 X 3 ,quanto 3 X 4 , é igual a 12,não é mesmo  ?"
E o Medrado,lá do fundão da sala ainda arriscou dizer :
"O Sr que está dizendo Prof. ,mas eu tenho minhas dúvidas !"
Todos riram na sala de aula e o Prof Arnóbio, que era muito legal,foi ao encontro do Medrado com a mão levantada,como quem dizia:"Eu te mato, menino ! "
Apesar de fazer mais de 40 anos deste acontecido,eu me lembrei dessa história real hoje,pois vi falar nesta Escola onde estudei,pois lá vai haver votação nas eleições de outubro deste ano de 2016.
E,antes que me esqueça, o Antonio Medrado,depois de  uns seis ou sete anos,veio a ser meu colega no Exército,só que ele era de uma outra "Cia".  E depois, eu soube que ele entrou na Polícia Civil.
Já o Prof Arnóbio de França Campos,por uma destas coincidências da vida,uns 12 anos depois,veio a ser meu colega do Curso de Direito,na faculdade, e se lembrou de mim como seu aluno do 1º Grau e dessa história aqui contada. 
-Ficamos amigos.E, até hoje em dia, o vejo pelas ruas de Goiânia. É advogado militante no Fórum ...

Conto Original de Antônio Gomes.
(Será parte integrante de meu livro "Os Retratos da Vida II" a ser publicado em 2017).

Reedição :16 de fevereiro de 2017.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

"A Vida Tem Dessas Coisas" (Versão de 2.009)- RITCHIE -(Gravação de Estúdio).

A FARSA

Esta história inusitada aconteceu no interior do Estado da Bahia, Brasil. 
-O nome da Cidade ? Pindobaçu,a quase 400 quilômetros de Salvador.
O fato se deu em  24 de junho de 2011,mas ficou conhecido em todo o Brasil,mesmo depois disso, por causa das peculiaridades do "crime".
Saiu em sites da internet e em Jornais de todo o Brasil e até de fora de nosso País.
Aqui os personagens principais são :
O Carlos Roberto (um ex-presidiário).
A Lupita (cujo nome verdadeiros é Erenildes). 
E ainda a Maria Nilza. 
Além do "Dom Juan" baiano de nome Edson. 
Que não apareceu muito na história. Ficou queto, como se fosse um"mineirinho come quieto" ,embora também fosse baiano... 
-Este Edson, claro, era disputado pela Maria Nilza,mas morava ou namorava com a Lupita. Hoje se confunde muito a figura do amante com a de namorado!  Ou com outras uniões estáveis e não-estáveis, fora do casamento !
E,claro, este triangulo amoroso interiorano ,agora já com quatro pessoas, estava fadado a não dar certo. 
No nosso caso,a primeira personagem era a  Maria Nilza. Esta tinha um caso com um trabalhador rural esperto,o Edson ,bem mais jovem do que ela. Este,por sua vez,ao mesmo tempo namorava ou morava com uma outra mulher, de nome Eronildes,mas que tinha o apelido de Lupita. 
E não me perguntem porquê ela tinha esse nome...
Então,se sentindo traída, a Maria Nilza contrata o ex-presidiário, de nome Carlos Roberto,(e que estava há poucos dias na cidade),para dar fim à "Lupita". 
Ou seja,em palavras mais simples e compreensivas: matar a sua concorrente. 
-Pois,assim, ela teria o Edson só para ela. 
E para isso marcou um encontro com o  Carlos Roberto ("matador") perto do banco onde ela retirou de sua conta, R$ 1000,00 (Mil Reais) para que ele fizesse o "serviço". 
Em outras palavras; contratou o Carlos Roberto por R$ 1.000,00 para que esse matasse a Lupita. 
E ele se vangloriou:
-"Pode deixar  D.Maria.... Matar é comigo mesmo" ! 
-Acho que já tinha feito isto antes,com outras pessoas,claro.
E assim a Maria Nilza foi até perto da casa da Lupita e a mostrou para o "matador",para que ele soubesse quem era a pessoa que ele deveria matar.
E foi para casa,para ficar à espera do acontecimento.
Só que teve um problema: 
-Assim que se aproximou da Lupita, o "matador" a reconheceu. Ele iria matá-la com uma faca, pois, recém saído do presídio da Capital,não tinha nem uma arma de fogo com ele. 
Mas ao reconhecer Lupita, ele certificou-se que eram amigos desde infância,pois ele era oriundo dessa região. 
E assim que conversou melhor com essa mulher, que era mais nova do que a Maria Nilza,começou a "se interessar" por ela e contou-lhe que  iria receber R$ 1000,00 para matá-la. 
E que eles iriam forjar o crime e ele daria a metade do valor a receber ( ou seja ,R$ 500,00) para ela,com o que ela concordou.
-Ele só não contou para a Lupita que já tinha recebido este valor...
Esta ,que não era mulher de um só homem,contou o fato para o Edson,que era o gostosão rural,que namorava,ou morava com ela, (Lupita)... 
-E nas horas vagas namorava com a Maria Nilza.
E assim, Carlos Roberto, a Lupita  e o Edson, pensaram em enganar a Maria Nilza.
Planejaram um crime forjado. Foram para um determinado lugar no quintal da casa da própria Lupita, que  convidara o amante Edson para participar do engôdo.E este levou uma máquina fotográfica para registrar a morte da amante Lupita. 
Esta ,por sua vez teve o cuidado de comprar um recipiente com catchup (molho de tomate) para poder dar mais realismo ao fato. 
E assim,forjaram a cena do "crime": Ela deitada no chão,suja de catchup e com a faca enfiada perto do coração (na verdade entre o peito e o braço esquerdo dela). 
E o Edson tirou as fotos ,para  que o "matador" pudesse demonstrar para a Maria Nilza "que realmente tinha feito o serviço". 
Esta, vendo as fotos da Lupita ensanguentada,com uma faca no peito, ficou contente.E agora esperava que o Edson ,o gostosão trabalhador rural,voltasse e ficasse só com ela. 
Embora este soubesse do plano macabro e tivesse participado do mesmo. 
-O que ela não sabia.
E ele, ficou quieto, calado e não a procurou mais.
Porém,passados uns dias a Maria Nilza ficou preocupada,pois o Edson não voltava para ela.E ela passou a procurar o cidadão. Foi à festas nas redondezas procurá-lo.  Não achou. Foi então na feira . 
E lá, a Maria encontrou foi o Carlos Roberto (o "matador") nos braços da Lupita, todo animado, agarrado e aos beijos com a Lupita, que para ela deveria  estar morta. 
Assim ela descobriu a farsa.
E este "provável" crime que não aconteceu,virou caso de polícia. Não por que a Lupita tivesse morrido,mas por falsa comunicação de crime,pois a Maria Nilza  havia ido até a delegacia denunciar o Carlos Roberto por roubo. Mas, o que o Delegado entendeu como Extorsão... 
E ela denunciou o "matador" ,querendo os R$ 1,000,00 de volta, sem  contudo ,dizer que tinha sido ela que contratara ele para matar alguém..
E o matador,por sua vez, que dessa vez não tinha matado ninguém,enganou também a Lupita, pois ao invés de lhe dar os R$ 500,00 prometido,mentiu para ela e disse que só tinha recebido a metade dos R$ 1000,00 ( Mil Reais) e assim só poderia dar 240,00 para a Lupita, que aceitou. 
No final das contas, esse seu amigo bandido,além de não tê-la matado,ainda namorou com ela e lhe pagou R$ 240,00,com o dinheiro recebido da Maria Nilza...
E a Lupita ainda pôde continuar namorando também o Edson,que não mais quis saber da Maria Nilza...
E dizem que ela era a melhor amiga da Lupita,antes desse fato !
-Entenderam ?
E a Lupita ainda disse na Polícia que poderia devolver os R$ 240,000 se fosse obrigada a isso.
E o esperto "matador", que pensou ter enganado a Maria Nilza,ficou amigo do Edson e ainda ganhou  os R$760,00 pelo engôdo aprontado,pois não matou ninguém.
O caso foi apurado em Inquérito na Delegacia de Pindobaçu, onde o Delegado falou que o "caso" virou um "causo". Ele ouviu o Carlos Roberto que disse que aceitou o dinheiro pois estava sem trabalho,desempregado.Mas não matara ninguém. Foi liberado inicialmente,porém depois o Delegado decretou a prisão do Carlos Roberto por extorsão,só que ele fugiu da Cidade. 
E a Maria Nilza,que denunciou o matador,queria epenas reaver os R$ 1000,00 que havia pago para ele cometer o crime contra a Lupita. Mas, a bem da verdade, este fato não está previsto no Código Penal e o Delegado da época, Dr. Marcondes Lima, riu da situação. Disse que o fato virou motivo de gozações na região. 
Um grupo de "músicos" da cidade fez até uma Música ,como título de "Lupita Catchup".... 
E este fato inusitado foi parar nas emissoras de TV e de jornais,inclusive de fora do Brasil. 
Inclusive no jornal "The Guardian",em Londres.
Procurado na cidade para dar explicações a uma reportagem da TV, o "matador" não foi encontrado. O pai dele deu entrevistas e disse que tinha vergonha dele,pois era um bandido, e sabia que o mesmo tinha ido morar em São Paulo. 
Em 2013 foi preso de novo,em Salvador,mas acho que por pouco tempo. 
Hoje em dia os presos são soltos rapidamente,principalmente quando já passou do prazo do flagrante.
A Lupita deu entrevistas  para a TV e ainda tirou um sarro na Maria Nilza : disse que ela era fraca,velha, e que não era mulher para o Edson... e que esse gostava mesmo era dela,Lupita.
O Edson não quis gravar entrevistas para a TV ,pois,como pivô de um crime que não aconteceu,ele se sentia meio culpado pelas fotos que tirara ,e era cúmplice dessa farsa. 
-Além do que,traiu a Lupita, e foi corneado pelo "matador" .
-Entenderam de novo ?
A Maria,que perdeu R$1.000,00 e o namorado Edson, ainda ficou sendo motivo de chacota da concorrente Lupita. E não quis mais conversa com ninguém,nem com seu antigo amante Edson. 
Ela agora queria apenas receber os R$ 1000,00 de volta. O que não aconteceu até agora...
Assim,esse triângulo amoroso que acabou virando um "causo" de quatro envolvidos,virou piada na cidade e todos agora conhecem a história de um crime encomendado que não aconteceu.
Ao serem perguntados,dizem eles :  "Ah é aquele "causo" da Lupita Catchup" ?
O Inquérito não vai ter segmento como um crime de tentativa ou de morte. Pois isto não aconteceu.  O Delegado não vai poder punir ninguém,por isso. Mesmo assim indiciou a Maria Nilza como mandante do crime de morte, que não aconteceu. 
Já o "matador" Carlos Roberto não está sendo procurador por este fato,pois o seu crime simulado não deixou nem marcas.... 
Ele ficou indiciado por extorsão. 
E a Lupita por co-participação nesta trama. 
Afinal,depois de tomar um banho ,o catchup desapareceu. 
Assim como a faca, a arma de um crime não cometido.
Hoje em dia,se falam do assunto, ela ri dessa história e da concorrente Maria Nilza.
O que ficou mesmo foi este causo para ser contado, e a certeza de que nem mais se pode confiar, hoje em dia, nos matadores de aluguel.
E um bom roteirista pode fazer aqui o enredo de um filme ...
Já a cidade baiana que muitos não conheciam,agora é conhecida: Pindobaçu,cujo nome saiu até nos jornais da Inglaterra.
E sabemos que,quando se trata de triângulos amorosos,é preciso ter cuidado,pois estes podem ter quatro participantes,contrariando até mesmo a Matemática...
-Ou é a Trigonometria ?
...........................................................

Texto Original de : Antônio L. Gomes -(para a 2ªEdição do livro "Os Retratos da Vida", a ser publicado em 2017.
Reedição : em 08 de fevereiro de 2017.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Peter Gabriel " MERCY STREET" (Música com base num texto da Escritora Anne Sexton ).

A "Mania dos Celulares" e os Problemas que isto pode causar .

Agora,além da mania de se usar o celular o dia todo, como a maioria das pessoas já faz, existe mais um motivo para aumentar ainda mais essa mania.  Criaram um mecanismo diferente para firmar o aparelho e ficar mais fácil a produção de "selfies".
É uma espécie de "pau",suporte ou cabo de metal ou plástico, que serve para firmar o aparelho para que a pessoa possa tirar as próprias fotos ou "selfies" até quando estiver no mar,na piscina,na rua,na chuva,na fazenda,ou numa casinha de sapé. 
Ou em outras situações, para depois postar nas redes sociais. 
Alguns já chamam este artefato de "pau-de selfie", e seus preços variam de R$ 30 a  R$ 200,00 .
-Dizem que tem uns especiais,para "riquinhos" metidos a besta custando até R$ 500,00 ...
-Pode uma coisa destas Arnaldo ?
Um casal que estava na praia e que foi entrevistado pela  repórter da TV Globo,num domingo  destes, disse:
-"Tiramos as fotos para postar no Facebook e mostrar para os outros a nossa felicidade "
E muitos fazem estes auto-retratos ou selfies para isto mesmo: Para causar inveja, mostrar onde estão, para que os outros vejam onde estão ou estiveram,com que roupa estavam. Estas coisas de quem quer aparecer. 
-É pura vaidade mesmo.
Só que as tais "selfies" nem sempre servem ou provam a felicidade verdadeira. E muitas  das vezes esta alegria é só na foto. 
Um dia destes,numa cidade do nordeste,um casal de namorados estava na praia todo alegre. Tiraram "selfies" contentes,abraçando-se,se beijando etc. Enviaram para amigos e parentes. Estes receberam as fotos também por celular. 
Recebem em minutos, seja pelo Whatsapp ,ou Instagram, nem sei...Coisa da Internet !
O que sei é que é através dos aparelhos celulares. 
Cinco minutos depois,ao adentrarem ao hotel onde estavam hospedados,começaram a brigar. Era por ciúme ,porque a mulher tinha olhado para outro homem que estava na praia.
A futura sogra,que tinha ido com eles falou alguma coisa e o genro deu-lhe um "sopapo" que a "velhota" caiu no chão. 
Depois foi a namorada que apanhou também, pois foi em defesa da mãe. 
Lógico que não foi o celular a causa da briga,mas sim o ciúme exagerado do namorado.Só que as postagens deles para os amigos era de uma felicidade total. O que não era verdade.
Porém,há os que brigam por causa de ligações feitas pela cara-metade no celular. Há homens e mulheres nestas situações atualmente. Se vêem um número novo no celular da parceira ou do parceiro,conforme o caso, é briga na certa.
Já deu até morte recentemente mostrada na TV.
Aliás,tem gente morrendo, caindo de pensasco, pontes e viadutos,que se distraem e caem,ao procurar fazer uma selfie.
Moral e final da estória acima contada: acabou o namoro do casal da praia ali mesmo,e foram todos parar na delegacia,onde a mulher,que antes sorria na foto, deu queixa contra o namorado nervoso, pela agressão sofrida,por ela e pela sua mãe. 
Logo, fica claro que as aparências enganam, sempre. E ainda mais quando se trata de "selfies".
Daqui uns dias,provavelmente, irão fazer um filme: "O Celular Assassino"
Ou seja: nem tudo é como parece. 
Aqui a frase antiga do Luigi Pirandello (escritor Italiano)  que dizia que " Assim é,se lhe parece" ,  não soa como verdadeira. 
-A realidade é  bem diferente da fantasia. 
O certo é que essa mania do celular no Brasil (e no mundo) chega a irritar,pois as pessoas quase nem conversam mais. Os jovens estão ficando alienados e estão perdendo a noção do diálogo com as pessoas. Com os pais,principalmente.
-Tem muita gente viciada em celular.
Alguns jovens nem mais olham uns nos outros,tal é a fixação nos aparelhos. Principalmente agora que os celulares trazem facilidades para acessar de tudo neles: desde as próprias redes sociais até as TVs. Pode se acompanhar de tudo que está nas redes sociais e na TV através dos celulares.São muitos os aplicativos pra isso.
Tem o tal de "Instagram",o Whattsap, e outros que estão surgindo.E muito mais,que toma todo o tempo da pessoa. Sem falar nos jogos,nas fotos,o outras formas de postagens...milhares delas!
Tem aplicativos para tudo.
A tal mania de ficar vidrado nos celulares já está causando até acidentes,pois a pessoa não olha onde pisa e tromba até nos postes,nos carros,e caem nas ruas,pisando em falso,pois a vista está no celular. 
E a mente,como fica ?
E se estiver dirigindo,o perigo é ainda maior.
E tem causado até mortes,pois os ladrões querem os aparelhos de todo jeito. Se a pessoa se negar entregar o aparelho celular,corre o risco de morte,como já aconteceu e continua acontecendo todos os dias. 
Eles roubam para vender barato e comprar drogas.E há todo um comércio clandestino de celulares,com receptadores e vendedores. Esse é o mundo em que vivemos,infelizmente.
É a febre do celular tirando o sossego e a vida das pessoas.
Há muitas notícias sobre mortes e agressões envolvendo pessoas jovens por causa do celular. E também o seu uso em demasia tem causado problemas de torcicolo, na coluna e até na vista,como ouvi um médico falar na TV estes dias.
É preciso ter um limite para sua utilização,senão a pessoa fica doente e alienada.
Enfim,e em última análise, o celular também tira a atenção da pessoa.Afinal de contas,tem coisa pior do que você conversar com uma pessoa e ela nem olhar nos seus olhos? 
Tem muita gente agindo assim. Não nos ouvem nem nos veem. Só têm olhos e ouvidos para o celular.
-Muitas pessoas estão assim: "vidradas" nos celulares,não mais prestam atenção nas outras. E,assim, as amizades,as conversas e a atenção às pessoas,ficam prejudicadas..
Portanto,esse objeto ou aparelho, que é de grande utilidade na comunicação moderna, tem, por outro lado, servido para causar brigas,desavenças e até términos de relacionamentos.
Sem falar que muitas pessoas estão ficando alienadas, idiotizadas,como se o mundo delas fosse o que vê  e escuta no celular.

Até as relações entre casais estão sendo prejudicadas. Um amigo meu me disse esta semana que a ulher dele está tão viciada que nem mais olha para ele. Mal responde as perguntas. Disse-me ele que nas últimas semanas ela está levando o celular para a cama e fica mexendo nele por horas,até chegar o sono. E o marido fica só, a ver navios. 
-Assim já é demais ! 
É preciso saber usar  melhor o celular, com mais racionalidade e sem excessos.  
Na verdade, o celular é apenas um objeto tecnológico e de comunicação a mais para nos servir no dia a dia. 
-E serve mesmo.
Sabendo usar,é muito útil. Senão, causa os problemas acima descritos, e outros mais que não relacionei aqui.
Pensem nisto !
.............................................................................

Texto orgiginal : A.G. -  Reedição : 03 de fevereiro de 2017.