terça-feira, 14 de junho de 2016

GOIÂNIA,CAPITAL DO ESTADO DE GOIÁS,NÃO TEM PREFEITO .

                 
Goiânia, a Capital do Estado de Goiás, já foi uma das cidades com melhor qualidade de vida do Brasil. E eu, mesmo sendo oriundo de outro Estado, sempre gostei muito de morar aqui, onde já resido há mais de 40 anos.
Contudo, nos últimos cinco anos a cidade vem sofrendo um processo de degradação, de descaso por parte da Prefeitura, principalmente nestes períodos sob o “comando” do Sr. Paulo Garcia. Ele tem demonstrado para toda a população como é “ruim de serviço”. E parece não se preocupar com isso.
A cidade está abandonada, literalmente. Não se recolhe o lixo direito; a iluminação das ruas é precária; os postos de saúde não funcionam a contento, pois nunca há médicos suficientes para atender a demanda; os locais onde se busca remédios para as pessoas carentes nunca têm os remédios; o IMAS (Instituto Municipal de Assistência e Saúde), que deveria atender bem os servidores Municipais e seus dependentes atrasa o pagamento aos médicos e estes deixam de atender por isso; as creches prometidas não foram feitas e até nas Escolas faltam merenda para as crianças. Entre outras cosias.
E o pior é que não há interesse do Prefeito em melhorar isso. Eu mesmo que já precisei dos serviços de alguns órgãos da Prefeitura sempre fui muito mal atendido.
No mês de março de 2016, parentes meus, que são funcionários da Prefeitura de Goiânia deixaram de ser atendidos por médicos credenciados pelo IMAS, pois estes profissionais não tinham recebido pelos serviços prestados.
Fui procurar, nesta semana, um posto de Saúde para me vacinar, por causa da gripe H1N1, e não tinha a vacina. Tudo isto são provas da péssima administração municipal. As calçadas são todas desordenadas, não há um padrão, e em alguns lugares, mesmo em ruas comerciais, não há acessibilidade prevista em lei.
A cidade está feia, suja, com os parques sem limpezas, mato cercando as casas em vários setores. Até a fiscalização Municipal de Trânsito da SMT é precária. Não se vê um Guarda quase em lugar nenhum.
Tudo isto a prejudicar toda uma população de mais de um milhão e duzentas mil pessoas, que trabalham, pagam seus impostos e esperam um mínimo de melhoria para a cidade por parte da Prefeitura, e, consequentemente, atitudes do Prefeito Municipal, que foi eleito para isso.
E um parente meu,que esteve aqui em Goiânia dias atrás, me perguntou:
 -Esta cidade tem Prefeito?
E eu fiquei sem resposta, pensando a partir deste momento em escrever este texto.
E o faço como uma crítica e como opinião, esperando que o Sr. Paulo Garcia “se toque” e faça alguma coisa pela cidade, mesmo que sejam nestes últimos meses desta sua péssima administração.
E saibam os Srs. Leitores que eu votei nele, na última eleição.
Ele, além de ser muito “ruim de serviço” como eu já disse linhas atrás, ainda por cima é do PT, um partido a caminho da Extinção.
Fiz este texto como cidadão, eleitor e morador de Goiânia, esperando ser uma crítica construtiva, pois não tenho vínculo com nenhum Partido Político.
Pedi para ser publicado este texto num jornal de Goiânia, (Diário da Manhã),como Opinião do Leitor,num espaço do jornal destinado para isso,mas os diretores do jornal,não publicaram,pois são vendidos aos políticos .
Aqui eu ainda não sou censurado,escrevo o que penso e o que eu quero.
Dentro do que determina a Constituição Federal em seu Artigo 5 Inciso IV, claro !

.........................................................

 Reedição 14 de junho de  2016 - Texto original de Antônio  Gomes .