segunda-feira, 27 de abril de 2015

ALFONSINA STORNI

 ALFONSINA STORNI -Poetisa ,filha de pais argentinos ,embora tenha nascido em 29 de maio de 1892 ,na Suíça,onde eles moravam. Em 1896, com apenas 04 anos de idade imigrou para a Província de San Juan,Argentina. Depois,já com 09 anos de idade,em 1901,mudou-se para Rosário (Santa Fé),onde viveu com grandes dificuldades financeiras.
Trabalhou para sustento da família,fazendo de tudo.Foi operária,costureira,professora e atriz.Em 1935,com 43 anos de idade,descobriu que tinha câncer, e já gastava grande parte do tempo em escrever poesias, e as publicava em jornais. Porém, muitos livros escreveu.Sendo o primeiro  "La Inquetud del Rosa" ,em 1916, publicada pela Libraria de la Falcudad.
Em 1937,quando soube que seu amigo e também escritor Horácio Quiroga havia se suicidado,entrou em profunda depressão e muito triste ela ficou.
Segundo se sabe,a poetisa se suicidou,caminhando lentamente para dentro do mar,até sumir nas águas. Este fato foi poeticamente e magistralmente musicado e gravado por MERCEDES SOSA,na Canção " ALFONSINA Y EL MAR" no poema de Ariel Ramirez .
O corpo da Poetisa/Escritora Alfonsina Storni foi resgatado em 25 de outubro de 1938,dado como o dia de sua morte. Ela tinha 46 anos de idade.
Três dias antes de morrer, Alfonsina enviou,de um hotel onde estava, para um jornal, o poema "VOY A DORMIR",que transcrevemos abaixo:

" Dientes de flores,confia de rocio,
Manos de hierbas,tu,nodriza fina,
Tenme puestas,las sábanas terrosas,
Y el edredón de musgos escardados .
Voy a dormir,nodriza mia,acúestame,
Pónme una lámpara a la cabecera,
Una constelación, la que te guste,
Todas son buenas,bájala un poquito.
Dejame sola :oyes romper los brotes,
Te acuna un pie celeste desde arriba,
Y un pájaro te traza unos compases
Para que te olvides...Gracias, Ah,un encargo,
Se él llama nuevamente por teléfono,
Le dices que no insista,que he salido! "
.................................................
CURIOSIDADE TRÁGICA :
Aqui no Brasil, em 1999,uma modelo (Fernanda Vogel) fez uma propaganda sobre solidão e morte,numa chamada para uma ONG conhecida, "CVV-Centro de Valorização da Vida" ,reproduzindo uma cena, e tal como Alfonsina, ia entrando  descalça, mar adentro,até desaparecer... 
Ela morreu poucos anos depois (2001),muito jovem (20 anos de idade),em um acidente de helicóptero,que caiu no mar,tendo ela morrido por afogamento.
conforme o Laudo Médico Legal,informado na época.

A.L.G. -  Reedição : 28 de abril de 2015.