segunda-feira, 8 de abril de 2013

AS CONTROVÉRSIAS DO CASAMENTO !

 Segundo os entendidos, o homem passa alguns anos da sua vida em busca de uma mulher perfeita, para se casar com ela . De preferência que se pareça com sua mãe,nas atitudes e no interesse por ele. E que ele a ache bonita.Pelo menos ele tem de achar ela bonita,claro! 
 Claro que ele não consegue encontrar tal mulher! Mas mesmo assim se casa,quando se apaixona! Ou sob pressão,conforme a situação,quando,depois de namorar por cinco ou mais anos, não tem como "escapar" da família da noiva...
Há os que se casam,como disse um amigo meu "para ter sexo seguro"..Será?
Um outro me confidenciou :"Vou me casar e vou ter sexo com a minha esposa todos os dias !" 
-E eu pergunto: -Todo dia ?
. Coitado!..Ledo engano !  Depois de um certo tempo, sexo vira coisa de luxo no casamento..."Só lá de vez em quando", como dizem os goianos. 
E eu confirmo,não é só sexo que mantém o casamento ... Há muito mais coisa envolvida entre os parceiros que coabitam sob o mesmo teto.
E há muitos outros interesses tais como os financeiros,de filhos, de patrimônio,família,sogra!
-Sogra ?
 Há um provérbio chinês que diz: "Você, ao se casar, não se casa com uma só pessoa,seja homem ou mulher Você se casa,também, com a família do outro,ou da outra,conforme o caso. "
Alguns prometem viver juntos por toda a vida...
-É muito tempo, não? 
Hoje em dia as uniões duram pouco. Com o tempo os relacionamentos vão se desgastando. Há casais que mal se olham, após certo tempo.Aliás,após certo tempo querem dormir em camas separadas.Conheço casais assim.
 Há divergências de todos os tipos nos casamentos: origens das pessoas, religiões, briga com a família do cônjuge,etc. E há as mentiras, as traições e ódios,que surgem durante os anos. Há casos de casais que nem mais se suportam. Mal começa uma conversa,sai briga. E então,com poucos anos de casados, começam a planejar o Divórcio,etc. 
No caso de homens mentirosos, que sempre enganaram a parceira,em certas situações começam a tratá-la melhor, para esconder um caso,uma amante... Tem muito marido assim.  Os traidores contumazes dão muito presentes às suas esposas...Até elas descobrirem as traições.
Depois, passam mais outros tantos anos tentando "se livrar" dessa mulher,sem ter muito prejuízo! Agora ele começa a visualizar sua mulher como uma "megera", já que ela está parecendo com a sogra,quando ele conheceu ambas. 
-Dia fatídico este !
 A mulher,também, passa alguns anos procurando um homem perfeito! Quer um homem educado, rico e bonito De preferência um que se pareça com seu pai, principalmente que tenha a mesma profissão, atitudes e consideração para com ela. Não consegue. Mas mesmo assim se casa com o homem por quem se apaixona, ou pensa que está apaixonada.Nessa circunstância tanto faz se o cara é rico, trabalhador,bom ou bonito. E também porque instintivamente,ela quer ter filhos, ser mãe. Se o casamento acabar,ficam os filhos...pensam algumas.
Em alguns casos, se o "principe encantado"" não virar sapo logo,ela espera ter os filhos,se formar e arrumar um emprego. Com conta bancária,um carro,um apartamento e os filhos na escola  e uma pensão paga pela marido,ela quer se separar. Diz que está cansada da "relação",que quer "dar um tempo",ou que agora "vai viver a vida".
-Vai nada... Quer é a liberdade mesmo.
Mas não abre mão de uma pensão"gorda" do marido,se este tem boa renda. Nesta situação,ela faz tudo para acabar com o casamento .É capaz até de"arrumar" um amante...ou uma amante ! Conheço mais de um caso assim...Nem sempre terminam bem tais situações.Alguns terminam em morte... E há maridos que,depois de certo tempo,trocam a esposa por um "companheiro"...
-Isso mesmo ! O mundo mudou.
Calma ! Nem todos os casamentos terminam assim. Alguns dão certo mesmo....
Quando o marido é fiel ,bonzinho,faz tudo para a mulher,concorda com ela fazer faculdade depois de casada, lava a louça para ela e ainda fica em casa meio período "olhando as crianças", (pois ela não quer empregada ou babá, por economia ou por ciúme do marido bonitão) , este casamento agrada às mulheres modernas.
- Às vezes dá certo.
E aí,para completar a "felicidade" da mulher, esta traz a sua mãe para morar com ela e o marido,num apartamento onde, assim que acorda,o marido vê a sogra com a cara de pó ou creme, de "bobs" no cabelo e achando ruim fazer o café ou dar mamadeira para os meninos. A "véía"  quer só ficar sentada vendo noticiários da TV. Se o marido briga ou reclama, ela ameça  se separar. Aí quer os bens todos e mais uma pensão...Como de praxe.
O marido,sem ter para onde correr,aguenta a barra,e de vez em quando,vai jogar bola ou jogar cartas ,ou pescar com os amigos,para desabafar e beber umas pingas(tomar uns goró) também,que ninguém é de ferro!... 
E pior,no fim da noite ela vai "checar" se o marido bebum chegou e grita:
-"Benhêeeee" cê chegou ? Ói ai, ô sujeito, num suja o tapete nem vomita no sofá não, viu seu cachorro!!!"
- É O AMOOOOOOR !
 Difícil  é que, depois de alguns anos,carinho só para os filhos, gatos, cachorros, papagaios,etc...
 Me lembro que no dia em que eu ia "dar os nomes" no cartório para me casar no civil, vi numa banca uma revista de Psicologia que dizia :" Nasceu o filho ! E agora,quem vai"cuidar" do pai ?
 -Comprei a revista na hora..
Minha futura esposa,à época estava junto comigo...e aí mesmo já começamos as diferenças de opinião, que duram até hoje. Somos bem diferentes em tudo. Assim, depois,vivi na prática,tal teoria!
 "Se casamento fosse bom, não precisava de testemunhas."..Dizem!
Quando eu era solteiro, e não entendia nada de casamento, vi no para-choque de um caminhão, a frase:  "FELIZ FOI ADÃO,QUE NÃO TEVE SOGRA NEM CAMINHÃO"...
 -E agora lembrei : Eu nunca tive caminhão,mas tive sogra ! 
Minha sogra já partiu,"antes do combinado"...Mas nunca tive nenhum problema com ela. Ela ,no começo do meu casamento ia duas vezes por ano na minha casa: A primeira,quando nascia um filho meu, que obviamente, era filho da filha dela. E a segunda vez ela ia no Natal. Assim,nos anos em que nasceram os meus três filhos, ela ia duas vezes por ano, lá em casa. Depois,ia só no Natal. Com o tempo,e por causa de sua memória fraca ,ela se esqueceu de ir também nos Natais. Depois esqueceu também que existia Natal ! E com o tempo, só lembrava dos netos quando via eles...(Ela gostava mais de gatos que dos netos). 
Passados mais uns anos,minha sogra não mais me conhecia...  Tanto que ao me ver,na última vez que veio para minha casa,a primeira pergunta que ela me fez foi : -"QUEM É VOCÊ ?!!!
-Boa pergunta esta,eu disse...
Porém,nunca me deu trabalho ou me passou raiva. Assim,quatro anos atrás, quando ela já estava doente,veio ficar os últimos dias conosco.Dos três meses ,contados da data que veio até o "dia final" dela, passou uns 25 dias ou mais no hospital.E faleceu em minha em casa...Fui eu mesmo que assisti e confirmei sua morte. Embora não seja médico,tenho esta experiência,infelizmente...
-Afinal,já vi morrer alguns parentes meus,em casa.
Ela descansou.
Conforme li em um livro, o homem,se casa por vários fatores :
 a)Ter uma mulher,no sentido físico da "coisa". O corpo da mulher,aqui,é o objeto de desejo.
 b) Para ter filhos,pois quer ter alguém para deixar a herança (se algum dia tiver o que deixar);
c)-Para dar uma"satisfação" à sociedade,que cobra do homem esta atitude: "Se casar !"
 (Se ele não se casa,é Gay,ou pode ser chamado de gay)..
Mas,pensando bem ,até os Gays agora já se casam! Só que se casam com pessoas do mesmo sexo (eu,pessoalmente,sou contra);
d)- No caso de homem mais pobre, este se casa para que tenha alguém que faça comida para ele,lave sua roupa e "lhe encha o saco", de vez em quando. Há mulheres que aceitam esta tarefa ou "sina"...
-Muitas são "especialistas" em encher o saco...
 Eu, na minha opinião, acho que muitos destes homens se casam,também,para que a mulher lhes "esvazie o saco", (de vez em quando,claro!)se é que me entendem...
Já para as mulheres que não se casam , hoje é indiferente, porque a sociedade já aceita bem as solteiras.. E até as mães solteiras!....O problema delas agora não é se casar. O problema é ficar velha,sozinha e sem filhos...Aliás,esse também é um problema difícil para o homem.
E há,também o problema do homossexualismo feminino. Uniões mais discretas...Porém,ao meu ver,estas mulheres homossexuais não querem constituir famílias,salvo raras exceções...Penso .
Certa vez um senhor de idade, lá no nordeste me disse:
- "Olha,não entendo por que "fulano" vai se casar ! É livre,tem uma vida boa,namora a mulher que quer e ainda assim vai se casar...Vai perder a liberdade !" ...Perde mesmo. Há casos em que a mulher controla o cara de tal maneira , que ele nem pode sair sozinho na rua. Até a roupa dele é ela que escolhe. É bobagem agir assim, digo eu. Até nestes casos,se o sujeito quer trair, trai mesmo. 
A mulher controladora é a última a saber...
Ocorre o mesmo quando é o homem que controla tudo ,por ciúme, inclusive. Conheci um que só deixava a mulher dele sair sozinha para ir na Igreja. E somente no dia em que ele ia no Estádio ver futebol. Ele quase não ia na Igreja dela, pois era de outra religião.Quando abriu os olhos (e a mente),a mulher tinha um"caso" com o Pastor ....
- E, pouco tempo depois, ela fugiu com este "religioso" !...
O grande problema,nos dias de hoje, é que há muita traição,muita briga interna, competição entre os cônjuges. Inclusive pela divisão em casa,do dinheiro que ganham, sobre contas a pagar ,etc. E ainda, falta de confiança nos parceiros,entre os casados. Conheço mulheres que separam-se hoje em dia ,e pouco mais de dez dias depois, já possuem outro companheiro. Estes,muitas vezes,já estavam "de olho" nelas. Ou vice versa. 
Por outro lado,homens que se casam, e querem continuar a mesma vida de solteiro. Não dá certo! Se arrumam uma "namorada" ou uma amante,um dia a mulher descobre. Aí a"casa"cai. E a Separação é inevitável !
Raríssimos são os casos em que há traição,seja de um ou de outro cônjuge, e o casamento continua.
Um amigo meu, récen-casado, num certo dia em que almocei na casa dele me disse,em frente à sua mulher,jovem e bonita, que :
- "O ideal, às vezes, é o homem ter uma amante, para manter o equilíbrio no casamento...".  Mal ele terminou a frase e ela disse: " E quando a esposa descobre tal amante, nunca mais ele se equilibra!"... Só tive que rir dessa situação ...
-Afinal,qual mulher vai aceitar seu marido ter uma amante?
Já um outro amigo, colega de faculdade, 48 anos, estudava num curso superior,onde todos os outros alunos e alunas eram mais jovens que ele,inclusive eu...
Ele começou a dar carona a uma colega,que tinha 19 anos de idade. Morena,bonita e livre. Com os dias se passando e ele "galanteando" a jovem,pensou que "ia rolar" alguma coisa. E começou a mudar sua aparência . Raspou o bigode,começou pintar os cabelos, passou a usar roupas esportes e trocou de carro. Sempre arrumava uns compromissos extras, para dar atenção à jovem, colega de classe. A esposa dele desconfiou, e descobriu o idílio. Assim, exigiu que ele abandonasse a faculdade (era o segundo curso superior dele), e ameaçou se separar caso ele não voltasse a ser o antigo maridão: de cabelos grisalhos,de bigode,etc.
 Por causa de tudo o que envolve um casamento, como os bens,os filhos, pensão,etc.,ele desistiu do Curso e da colega jovem da faculdade. Nunca deu nem um beijo na "danada"... 
Voltou a ficar,de novo, de chinelão em casa, à noite,sendo,praticamente, "obrigado" a assistir a novela das 9:00 com a esposa,45 anos de idade,mãe de seus 2  filhos, gordona e satisfeita,esparramada no tapete da sala,sobre as almofadas... Parecia uma "tigrona" deitada, olhando a cara dele e censurando-o se ele elogiasse muito as atrizes da novela. Às vezes ela falava:"Aquela tal atriz é bonita." Se ele disser que é, tinha briga na hora... Ou então ele fala que a outra tal atriz é mais bonita.Aí sai briga,do mesmo jeito....
Aí "é duro",penso.
-Foi o que ele me disse...
De vez em quando ,"para quebrar o galho" dele, ela o deixa ver o jogo de Futebol na TV grandona da sala! Se não, tem que ver numa pequeninha,no quarto...(ou no radio mesmo).
- Êta vida boa...(é o "preço" do casamento).
E aquela estudante, pivô de tudo isso,uns dois anos depois se casou, dentro dos conformes,na forma da lei,com um antigo namorado, uns dois anos mais velho que ela, e  que era também já conhecido dos pais dela. Ainda chamou o meu amigo para ser padrinho de casamento dela!...
E ele foi . 
Finalmente, conheço a história de um senhor, até meio aparentado meu,que,após uns trinta anos de casado,resolveu namorar sua empregada, que era bem simpática, jovem e sem filhos. Conheci e convivi ,certo tempo,com ambos. Depois de um certo tempo,esta moça,sua empregada, começou a "ter" filhos com ele. Teve três. E este senhor "Dom Juan" (embora fosse nordestino), para "ajeitar" as coisas,resolveu construir uma casa onde dividiria a mesma casa entre a antiga esposa, (já de idade)  e com a amante (ex-empregada).
E elas concordaram... Aceitaram !
-Passaram a morar todos na mesma casa.
A amante "combinava" bem com a antiga esposa desse meu parente (primo de meu pai). E assim,as duas iam à feira juntas, e viviam,ambas às custas desse "garanhão",comerciante, mantenedor da casa. Os filhos e filhas dele, do casamento oficial,com a verdadeira e antiga esposa, aceitavam bem essa situação. Não falo seus nomes aqui,por respeito a todos..
 Hoje , nem sei mais onde residem...
E apesar de todos estes altos e baixos,a maioria das pessoas continuam se envolvendo, namorando, noivando, casando,se amasiando"ficando",e até, se "enrabichando"(enrabichando?). 
 -E não necessariamente nesta ordem!
Obviamente que,se separando muito também.
E, assim as pessoas, tendo filhos ou não,continuam se amando ! ...
-Pois a vida continua! 
São casos e causos das relações humanas...
E, apesar de tudo, acho que as pessoas devem continuar acreditando,sonhando.
E tem ainda a festa do casamento,que sempre vale a pena ... 
-A  festa do casamento,às vezes,é tudo que restará de bom,para lembar!
Fui num casamento em que o noivo chorou de emoção...Festa bonita,vinho ,champanhe,wisky para os convidados,mulheres bem vestidas ,piano tocando ao vivo...Tudo muito bom e bonito. Todos muito alegres,inclusive os pais da noiva.
O Casamento mesmo, não durou nem dois anos...
Outros,sem tanta "Pompa ou Circunstância",como o meu por exemplo, só no cartório ,já passam dos vinte anos (um recorde,hoje em dia!).
E como sou otimista, digo a quem estiver sozinho, insista,não desista !
E como diz aquela música do Jobim: 
" Fundamental é o amor...  É impossível ser feliz sozinho!" 
E como dizem no interior do nordeste:
- "O AMÔ É "LINDRO !" 


ALG - 08/04/2013