sexta-feira, 1 de março de 2013

UMA NOITE ESPECIAL.

Aquele ano não tinha sido legal até, então.Tive problemas de todo jeito:um colega de sala que me deu prejuízo,a morte de meu irmão,num acidente de moto e aquela pessoa  por quem eu me interessava,não me queria. Sempre só, eu saía do trabalho e ia às vezes ao cinema, ou na casa de um amigo ou simplesmente voltava para casa. Bem jovem, eu já estava formado e trabalhava com um colega lá no Edifício Bradesco,na Rua 03,com a Goiás.
Deste ano todo,só tive como recordação boa,um dia do mês de novembro .
Foi quando ví um anúncio de um Concerto de música clássica e planejei ir assistí-lo ,no Ginásio Rio Vermelho,em Goiânia,GO. Era uma apresentação especial da Orquestra Sinfônica Brasileira,e na época o regente era o Isaac Karabtshewsky. Era um promoção de um Banco,da Agência aqui de Goiânia e eu ganhei dois convites do próprio gerente,meu conhecido...Não havia ingressos.
Convidei uma colega,do mesmo prédio onde eu trabalhava, para ir comigo ,mas ela estava comprometida com alguém e achou por bem não ir. Mas eu queria mesmo ir àquele concerto,pois sempre gostei de música clássica e até então não tinha visto uma orquestra sinfônica completa. Cheguei em casa,chamei uma sobrinha que morava conosco neste tempo,a Bete,mas a ela não quis ir. Era dia de semana,ela tinha trabalhado ,estava cansada. Então,fui sozinho assim mesmo.
Lá chegando,entrei na fila para adentrar ao Ginásio. Era um noite limpa,de lua,e eu estava tranquilo e contente, pois iria ver um Concerto de verdade.E embora só,eu estava com os dois convites no bolso da camisa. Não havia ingressos.Quem tinha o convite do Banco entrava.
Quem não tinha ficava de fora. De repente um jovem casal bem simpático me pergunta como eles conseguiriam um outro convite, já que eles estavam apenas com um. Já haviam perguntado a todos na fila.Mas os casais tinham apenas dois convites e quem estava só,tinha um só convite...Eu era a exceção.
Sorte deles,pois me dispus a dar o convite que sobrara e que estava comigo.Afinal eu estava sozinho mesmo. Mas o rapaz que queria o convite ficou tão contente de ter aquele convite,  que me compensou com o equivalente hoje a 100 reais.E ainda me convidou para ficar com eles, mas recusei porque não os conhecia e ,infelizmente,eu estava tão acostumado a ir nos cinemas,shows,festas,sozinho... 
E, além disso,eu só queria apreciar cada momento das,sinfonias,árias,etc..
Entrei,sentei e fiquei a observar os músicos afinando os instrumentos.O Maestro,brincalhão, pedia para alguns músicos mostrar suas habilidades,enquanto esperava a hora do começo do espetáculo,ou melhor dizendo,do Concerto.
De repente,passa uma moça em minha frente,procurando um lugar para sentar.Não havia cadeiras numeradas,mas sim espaços ainda nas cadeiras. Ela passou,foi até à frente e voltou. Só então eu a reconheci e ela também me reconheceu,e pediu para sentar ao meu lado. Eu poderia recusar tal convite ? Logo eu que já estava indo aos lugares sempre sozinho há muito tempo.....
Ela era a Sonia ,uma colega do tempo da faculdade, só que de outro Curso. Ela  já era bem amiga,pois eu a conhecia há mais de sete anos.  E fazia uns três anos que não nos víamos.Ela tinha ido sozinha também a esse Concerto.Foi por causa da música,como eu... 
E assim,ficamos juntos toda esta noite do Concerto especial da Orquestra Sinfônica Brasileira.   E dessa vez não fiquei sozinho. E como se diz: "Quem encontra um(a) amigo(a) encontra um tesouro!"...
 Não "rolou" nada além dessa noite , pois em verdade éramos bem amigos. Embora digam que não há amizade entre um homem e uma mulher,no nosso caso havia...
E como disse um estadista,político americano: "A Amizade é uma planta de lento crescimento.." E é verdade,pois eu e a  Sonia somos amigos até hoje !
 E  fiquei muito contente de estar ali acompanhado por aquela jovem,ouvindo músicas de Vila Lobos, (Trenzinho do Caipira);  Ernesto Nazaré,(Odeon); Carlos Gomes (O Guarani) Beethovem, Lizt, Mozart, entre outros,etc. O repertório do Maestro era bem eclético.
 E foi esta a única vez que assisti a um concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira,ao vivo e a cores,acompanhado ...e de graça. Ou melhor,ainda fui recompensado pelo casal ao qual dei o convite.
Foi uma noite e tanto,da qual não esqueci até hoje. E creio que a Sonia também não esqueceu.
Foi uma noite especial !
Destas raras noites que temos durante a vida. Por isso,vale a pena relembrar...
Recordar é viver !

A.L.G.

Goiânia,GO - 1º de março de 2013.