quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A "EVOLUÇÂO" DOS CÃES E DOS GATOS !

Eu já escreví crônicas aqui cujo tema principal eram gatos. Já falei de minha "ogeriza" por esses bichanos,que sempre tiveram privilégios aqui em casa.
Como se não bastasse eles estarem sendo tratados em clínicas e  "pet shops" de luxo, etc, esses bichanos estão evoluindo demais...e tendo a preferência de várias pessoas,que os tratam melhor do que tratam as crianças...
Mas,agora, o assunto envolve gatos e cachorros,alguns "conhecidos" meus, e porque não dizer, "inquilinos" aqui no meu imóvel.
Começo por um cachorro "vira-lata", que é conhecido por "Zé".
-Isto mesmo,o cachorrinho(pois ainda é novo),atende pelo nome de Zé. É todo "rebentado" ele,parece muito sofrido e tem cara de "pidão". Parece aqueles cachorros de pobre,que cairam do caminhão de mudança !
É só chamar que ele vem! Porém ,ele vem também quando não é chamado. Mexe no portão,querendo entrar. Ele pertence a alguém do outro lado da rua. Fica perambulando pela rua,pede comida em três ou quatro vizinhos. E ganha essa comida. Fica assim,de um lado para outro, o dia todo, e até à noite. Quando a minha filha Débora vai chegando em casa, que "mexe" no portão para entrar  ,ele chega. "Conhece" ela. E ela, invariavelmente deixa ele entrar e lhe dá comida. Essa minha filha,parece que tem um imã com os bichos ! Ela estuda Direito,mas acho que deveria estar estudando Veterinária, tal é seu "apego" aos animais. 
Depois,o "Zé" (o cachorrinho) mesmo pede para sair do imóvel... E vai embora. Ele não morde ninguém,é calado,simples...Não tem mordomias e o dono ou dona,parece não se importar muito com ele.Eu diria até que é um cachorro "desprezado" e tímido!
E ele nem se importa com o gato que tem aqui em casa. Esse é o Kiko,que nem sei porque lhe deram esse nome,mas que,de vez em quando vejo meu filho chamá-lo de Kiko "Zambianco"!....
Esse bichano,de cor bege e focinho preto (nem sei de que raça é),que vê televisão,dorme no sofá e tem o carinho de pelo menos três pessoas de nossa familia,que é composta de cinco, está "evoluindo"tanto(ainda é bem novo) que hoje o "peguei" tentando abrir a porta da cozinha.Estava mexendo num ferrolho, que era a última tranca da mesma. E olhe que esse ferrolho está a um metro de altura,mas ele subiu em um batente que tem perto e começou a forçar com a pata o tal ferrolho. Ia acabar abrindo a porta da cozinha ! 

Até me assustei com a cena,pois antes de ver que era ele, ouvi o barulho e era bem cedo.Então pensei que alguém estava "forçando" a porta pelo lado de fora.
-Já não basta ele miar e pedir para sair,como já fazia antes?
Aqui em casa  já teve o Barak (que não  é  o Obama),um gato tão custoso,tão bagunceiro que tive de tirá-lo de casa.Teve a Jabulani,que apareceu depois da Copa do Mundo de dois mil e dez,e já estava "prenha"(ela era a mãe do Barak!), e que depois que arrumou os gatinhos,dei um tempo para ela fazer o "resguardo" e a levei para bem longe. Essa gata era "triste",arteira,teimosa!...
Aqui em casa ,cada vez que eu tiro um gato é um problema,pois todos se voltam contra mim. Teve um ,de nome "Yulo",o xodó da família,que simplesmente sumiu.E minhas filhas me acusam,até hoje,de ter "sumido" ele....
-Não fui eu.
Mas, uma vez tirei um gato "feioso", (que nem lembro o nome),pois ele quebrava coisas dentro de casa  Ele perturbava demais. Pus ele dentro de uma sacola,entrei num ônibus que ia para outro bairro e levei. Ainda passei vexame com o bichano miando desesperado,chamando atenção dos passageiros. Esse não voltou mais.
Fui  até ameaçado de ser "processado" se matasse algum desses gatos. Mas não matei nenhum deles...
- Só  os tirei de casa !
E agora,vendo esse "Kiko" sendo tratado a"pão-de-ló"(ganha ração comprada em loja especializada),só me resta ficar com ciúmes,e ficar preocupado,pois do jeito que a"coisa" anda, logo ,logo ele vai falar ! 
O resto ele já faz. É o "enfeite" da mesinha de computador,e fica olhando meu filho teclando,como se estivesse aprendendo...E às vezes,ele bota as patinhas no teclado...Será que vai escrever(digitar) o nome dele ?
Ele já "tomou" meu lugar na preferência da família...

E ainda tem um gato preto, um"grandão", que nem mora aqui,mas que está "assediando" a minha cara-metade (ela conversa com ele)...
...Ele vem,todos os dias, só nas horas de almoço e janta, pelos fundos, pedir comida. Ganha ração ,e da boa! Depois,some .
E meu medo maior agora é que todos esses gatos que tirei daqui de casa (não matei nenhum,repito) apareçam de repente , e unidos e falando ,peçam a"minha cabeça", e eu tenha que ficar por aí, perambulando  pelas ruas, ou nos telhados ,a miar.
Estou "Frito!"
Socorro!
Ou,melhor :
-MIAAAAAAAAAAAAAUUUUUU!

ALG -  08/11/ 2012.